Compartilhe essa Notícia:

Chegaram, na noite de terça-feira (14), os 107 respiradores que vão ajudar no combate a Covid-19 no Maranhão. A iniciativa é fruto de uma rede solidária formada por empresários que atenderam aos pedidos da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), que coordena as doações e a compra dos equipamentos. 

Ao total, são 187 respiradores que foram comprados da China. Os outros 80 serão recebidos na segunda remessa que deve chegar até o dia 30. Junto com os respiradores, chegam também mais de 200 mil máscaras. 

O secretário de Estado de Indústria, Comércio e Energia, Simplício Araújo, acompanhado do secretário de Estado de Saúde Carlos Lula e do empresário Wilson Mateus, receberam os equipamentos, que seguiram para as unidades de saúde do estado. 

Simplício Araújo informou que toda a compra foi realizada por meio das doações dos empresários que resultaram em mais de R$ 10 milhões, e que estão ajudando na compra não só de respiradores, mas diversos utensílios. “Agradeço imensamente aos empresários que estão juntos conosco nessa batalha contra o coronavírus. Esses equipamentos vão ajudar no tratamento de diversos pacientes”, disse. 

Além dos respiradores, o Governo do Estado está recebendo das empresas máscaras cirúrgicas, termômetros, álcool 70 e em gel, testes rápidos e serviços gratuitos a profissionais de saúde locais. 

Empresas de vários segmentos se uniram à corrente solidária, como Vale, Grupo Mateus, AgroSerra, Ômega Energia, Alumar, Eneva, Raízen-Cosan, EDP Linhas de Transmissão, Canopus, Suzano, Gera Maranhão Energia, Universidade Ceuma, Heineken, Lavronorte, Fribal, Psiu, Grupo Maratá, Comercial Rofe, Coca-Cola, Centro Elétrico, Potiguar, FC Oliveira, Roque Aço Cimento, Revest Com. e Serviços, COC, Dínamo Engenharia, Faculdade ISL Wyden, Nutrilar, Silveira Engenharia, Dimensão Engenharia, Ambev, Construtora Escudo, Lua Nova Engenharia, Alfa Engenharia, RJ Distribuição, RBC Construçoes Constans e Sinduscon.

Comentários do Blogger

1 Comentários

  1. Interessante que tudo relacionado ao teatamento do covid-19 vem da China né !

    ResponderExcluir