Compartilhe essa Notícia:

Nelsinho Paz

Segundo informações apuradas pelo blog, o instituto médico-legal, se dirigiu até a cidade de Joselândia depois de denúncia feita na delegacia de polícia Civil do Município, para realizar um exame de DNA em um feto, que foi abortado a 5 anos atrás. 

O objetivo desse exame, é reconhecer o pai, e autor do crime de estrupo e abuso sexual, a mulher que abortou o feto, segundo informações tem problemas mentais. A (três) suspeitos do crime, aonde já tem um preso, e o exame botar um ponto final no mistério. Nome da vítima e dos suspeitos não foram revelados. 

 Veja os vídeos abaixo:





Comentários do Blogger

1 Comentários

  1. Com certeza tem dedo de ministério público nesse "feito histórico". Ministério público e suas inutilidades.

    ResponderExcluir