Compartilhe essa Notícia:

Esta é a segunda iniciativa social da empresa na região que recebe o reconhecimento

Cebolinha, cheiro verde, couve e pimentinha verde são os produtos certificados do Projeto Quintal Produtivo, que acaba de receber o Selo Nacional de Agricultura Familiar e que é conduzido pela Eneva, em comunidades quilombola do Maranhão, com objetivo de promover trabalho e renda nessas áreas.

Emitida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a certificação reconhece a importância das atividades para a agricultura familiar no país. 


Batizado de “Quintal Produtivo”, o projeto da Eneva, voltado às comunidades quilombolas, prevê a capacitação em produção, comercialização, administração e acesso a políticas públicas de incentivo, além de promover a efetivação de projetos de agricultura orgânica e agroecológica. 

A coordenadora de Responsabilidade Social da Eneva, Elizabeth Teles, explica que o projeto tem como perspectiva assumir a identidade de tecnologia social de produção agroecológica integrada e sustentável em quintais, ou em pequenas áreas, dentro das estruturas familiares, sendo uma nova alternativa de trabalho e renda para os beneficiados.

“No último ano, tivemos uma revitalização do projeto com compromissos cumpridos, produção agroecológica, comercialização e reativação de capacitações. Mais do que simplesmente implementar culturas agroecológicas, a Eneva ensina os quilombolas a usufruírem da interação que há entre elas de forma produtiva e positiva”.

O projeto transforma os quintais em unidades autossustentáveis, com uma área para produção de proteína – galinhas ou porcos – e confecção de adubo a partir do excremento. Na composição da própria horta, há sinergias entre as espécies cultivadas, a exemplo de uma leguminosa que fixa nitrogênio ao solo e, depois de colhida, abre espaço para que outro vegetal seja plantado no mesmo local e aproveite o mineral. 

Esse é o segundo projeto social da Eneva com essa certificação. O primeiro foi o Polo Agrícola, em 2019.

Sobre as comunidades

As Comunidades Quilombolas Bom Jesus e São Francisco – localizadas à margem da Rodovia MA-122, a cerca de 7 km da sede municipal de Lima Campos – fazem parte do território quilombola Bom Jesus dos Pretos. As 140 famílias recebem apoio e acompanhamento técnico especializado, com estruturas próprias para cultivo de hortaliças e criação de animais, com o objetivo de agregar renda e melhorar a qualidade de vida local.

Comentários do Blogger

0 Comentários