Compartilhe essa Notícia:
Militar que trabalhava para a família do governador foi assassinado com dois tiros após reagir a um assalto em 2015

www.oitomeia.com.br

Um jovem identificado como Wanderson Vieira de Souza, 23 anos, foi assassinado a tiros na Avenida das Hortas, na zona Sudeste de Teresina. De acordo com a Polícia Militar, Wanderson é acusado de participar da morte do cabo Francisco das Chagas Nunes, morto quando fazia a segurança do filho do governador Wellington Dias em 2015. Na época, ele era menor e foi levado para o Centro Educacional Masculino.

A PM informou ainda que ao ser baleado o jovem foi socorrido por profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu e morreu ainda dentro da ambulância. No momento em que recebia atendimento médico foi encontrado com ele uma arma de fogo artesanal.Wanderson Vieira de Souza, de 24 anos (Reprodução/TV Meio Norte)

De acordo com testemunhas, foram efetuados pelo menos 10 disparos de arma de fogo, porém ninguém soube informar quem teria cometido o crime.

O caso está sendo investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Até a publicação dessa reportagem ninguém havia sido identificado e preso.
MORTE DO PM

Francisco das Chagas Nunes morreu no dia 6 de fevereiro de 2015 atingido por dois tiros em uma tentativa de assalto no bairro Ininga, zona Leste de Teresina.

Ele trabalhava há 10 anos como segurança da família do governador e acompanhava o filho de Wellington Dias, Vinícius Dias, em um culto quando foi abordado pelos criminosos. O policial militar dirigia o veículo quando reagiu a um assalto e foi atingido nas costas, vindo a falecer no local.


O corpo de Francisco das Chagas Nunes foi enterrado na cidade de Presidente Dutra (MA). A vítima tinha três filhos e era casado.Francisco das Chagas Nunes, trabalhava com o governador há 10 anos (Foto:Reprodução/Facebook)

Comentários do Blogger

0 Comentários