Compartilhe essa Notícia:
Francisco Pereira Leite tem 102 anos e venceu a Covid-19 no Maranhão — Foto: Arquivo Pessoal
Em meio à pandemia com milhares de mortos no mundo todo, contrair a doença e conseguir vencê-la é motivo para muita comemoração, principalmente, em casos em que o paciente pertence aos grupos mais vulneráveis à Covid-19, como os idosos. Um dos mais recentes membros do time de vencedores está Francisco Pereira Leite, de 102 anos, maranhense de Tuntum, a 365 km da capital São Luís.

Ainda no início do ano, antes da pandemia chegar oficialmente ao Brasil, Francisco veio para a capital fazer exames de saúde e se hospedou na casa de Lenice Brasil, no Cohatrac, que disse ao G1 que o idoso já foi casado com uma pessoa da família. Desde então, a relação de amizade permaneceu. "Quando ele era mais jovem, ele foi casado com uma pessoa da nossa família. Desde então, sempre que a gente vai em Tuntum, a gente vai lá visitar ele, conversamos e tudo", explicou.

"Até os 102 anos, ele nunca tinha ido ao médico. Mas percebemos que a saúde dele estava mais frágil, estava mais cansado que o normal. Em janeiro, levamos ele numa geriatra e descobrimos que os pulmões dele 'estavam cheios'. A médica orientou fazer tratamento com antibiótico", continuou Lenice, descrevendo que o tratamento foi feito e tudo ficou bem.

No entanto, no domingo de Dia das Mães, dia 10 de maio, a família voltou a perceber diferenças no comportamento de Francisco. "Nesse dia, percebemos que os pés dele estavam inchados, como aconteceu na última vez, e que ele estava fazendo pouco 'xixi'. Liguei para a médica e ela não achou bom levar ele no hospital por causa de toda situação da Covid-19", contou Lenice, que solicitou um atendimento a domicílio.

Avaliando o quadro clínico de Francisco, a equipe médica não percebeu diferenças nos exames de janeiro e maio. Um novo tratamento com antibióticos foi iniciado. Mas na semana seguinte, o idoso de 102 anos passou mal novamente. Lenice disse que solicitou um teste de Covid-19 e o resultado, que deu positivo, saiu nessa sexta-feira (5).

"Quando a médica me perguntou como ele estava, eu disse que ele tava bem melhor, tomando a sopinha dele, tomando suco, levanta sozinho, está mais animado. Foi quando ela disse que a gente podia comemorar, porque ele estava com Covid-19. Então, desde o início ele está no quartinho dele, vai para o quintal, toma banho e a família usa máscara, luvas, porque agora tem essa história do Covid", explicou Lenice, descrevendo o alívio de toda família por Francisco ter vencido essa batalha sem nem saber.

G1

Comentários do Blogger

0 Comentários