Compartilhe essa Notícia:
Secretaria de Educação diz que busca garantir uma melhor preparação dos estudantes para o ENEM. Adesão dos alunos será opcional. Estudantes do ensino médio terão oportunidade de fazer um 4º ano no Maranhão em 2021.


A Secretaria de Estado da Educação do Maranhão (Seduc) afirma que os estudantes do ensino médio terão acesso a um 4º ano letivo opcional em 2021. A medida busca garantir que os alunos tenham mais aulas e assim se preparem melhor para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e outros vestibulares.

De acordo com a Seduc, o projeto já foi concluído pelo órgão e será encaminhado ao Conselho Estadual de Educação para regulamentação. Sobre o modelo a ser implantado, a secretaria afirma que os alunos que cursarem o 4º ano terão os mesmos conteúdos que seriam ofertados no terceiro ano sem a pandemia, material didático e alimentação escolar.

Até o momento, as aulas presenciais no Maranhão estão suspensas devido a pandemia do novo coronavírus. Escolas do ensino médio, como o Liceu Maranhense, estão ofertando aulas remotas e simulados para os alunos durante a semana.

O governador Flávio Dino (PCdoB) já editou um decreto que prevê a volta das aulas presenciais para o dia primeiro de julho. Apesar do decreto, o governo diz que a data é uma previsão e poderá ser remarcada a depender do avanço da Covid-19 no estado.

Covid-19 no Maranhão

O Maranhão chegou a 53.508 casos confirmados de Covid-19 até a noite desta quarta-feira (10). Só nas últimas 24h foram confirmados 1.439 casos novos da doença no estado. São 1.322 mortos pelo novo coronavírus no Maranhão e 26.795 curados.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), foram confirmadas 37 mortes em 12 municípios nas últimas 24h. Ao todo, o novo coronavírus atinge 213 municípios em todo o Maranhão.

 Veja a lista das cidades abaixo:

Açailândia – 1878 casos
Afonso Cunha – 29 casos
Água Doce do Maranhão – 67 casos
Alcântara – 23 casos
Aldeias Altas – 63 casos
Altamira do Maranhão – 2 casos
Alto Alegre do Maranhão – 196 casos
Alto Alegre do Pindaré – 77 casos
Alto Parnaíba – 41 casos
Amapá do Maranhão – 3 casos
Amarante do Maranhão – 321 casos
Anajatuba – 84 casos
Anapurus – 365 casos
Apicum-Açu – 186 casos
Araguanã – 274 casos
Araioses – 200 casos
Arame – 128 casos
Arari – 137 casos
Axixá – 40 casos
Bacabal – 1102 casos
Bacabeira – 113 casos
Bacuri – 148 casos
Bacurituba – 13 casos
Balsas – 360 casos
Barão de Grajaú – 14 casos
Barra do Corda – 901 casos
Barreirinhas – 202 casos
Bela Vista do Maranhão – 78 casos
Belágua – 162 casos
Benedito Leite – 10 casos
Bequimão – 139 casos
Bernardo do Mearim – 37 casos
Boa Vista do Gurupi – 10 casos
Bom Jardim – 190 casos
Bom Jesus das Selvas – 281 casos
Bom Lugar – 27 casos
Brejo – 141 casos
Brejo de Areia – 19 casos
Buriti – 156 casos
Buriti Bravo – 7 casos
Buriticupu – 738 casos
Buritirana – 151 casos
Cachoeira Grande – 34 casos
Cajapió – 4 casos
Cajari – 112 casos
Campestre do Maranhão – 116 casos
Cândido Mendes – 22 casos
Cantanhede – 185 casos
Capinzal do Norte – 141 casos
Carolina – 55 casos
Carutapera – 149 casos
Caxias – 447 casos
Cedral – 32 casos
Central do Maranhão – 7 casos
Centro do Guilherme – 20 casos
Centro Novo do Maranhão – 148 casos
Chapadinha – 1404 casos
Cidelândia – 88 casos
Codó – 1169 casos
Coelho Neto – 589 casos
Colinas – 181 casos
Conceição do Lago-Açu – 109 casos
Coroatá – 182 casos
Cururupu – 182 casos
Davinópolis – 114 casos
Dom Pedro – 41 casos
Duque Bacelar – 86 casos
Esperantinópolis – 325 casos
Estreito – 332 casos
Feira Nova do Maranhão – 12 casos
Fernando Falcão – 78 casos
Formosa da Serra Negra – 43 casos
Fortaleza dos Nogueiras – 28 casos
Fortuna – 60 casos
Godofredo Viana – 31 casos
Gonçalves Dias – 35 casos
Governador Archer – 120 casos
Governador Edison Lobão – 164 casos
Governador Eugênio Barros – 29 casos
Governador Luiz Rocha – 11 casos
Governador Newton Bello – 154 casos
Governador Nunes Freire – 315 casos
Graça Aranha – 30 casos
Grajaú – 395 casos
Guimarães – 71 casos
Humberto de Campos – 154 casos
Icatu – 81 casos
Igarapé do Meio – 135 casos
Igarapé Grande – 311 casos
Imperatriz – 2777 casos
Itaipava do Grajaú – 51 casos
Itapecuru-Mirim – 331 casos
Itinga do Maranhão – 333 casos
Jatobá – 15 casos
Jenipapo dos Vieiras – 77 casos
João Lisboa – 166 casos
Joselândia – 97 casos
Junco do Maranhão – 64 casos
Lago da Pedra – 469 casos
Lago do Junco – 29 casos
Lago dos Rodrigues – 75 casos
Lago Verde – 112 casos
Lagoa Grande do Maranhão – 41 casos
Lajeado Novo – 20 casos
Lima Campos – 413 casos
Luís Domingues – 7 casos
Magalhães de Almeida – 52 casos
Maracaçumé – 255 casos
Marajá do Sena – 57 casos
Maranhãozinho – 188 casos
Mata Roma – 160 casos
Matinha – 156 casos
Matões – 27 casos
Matões do Norte – 19 casos
Milagres do Maranhão – 46 casos
Mirador – 55 casos
Miranda do Norte – 135 casos
Mirinzal – 47 casos
Monção – 112 casos
Montes Altos – 75 casos
Morros – 87 casos
Nina Rodrigues – 46 casos
Nova Colinas – 2 casos
Nova Iorque – 4 casos
Nova Olinda do Maranhão – 165 casos
Olho D’água das Cunhãs – 248 casos
Olinda Nova do Maranhão – 59 casos
Paço do Lumiar – 418 casos
Palmeirândia – 28 casos
Paraibano – 45 casos
Parnarama – 19 casos
Passagem Franca – 44 casos
Pastos Bons – 20 casos
Paulino Neves – 80 casos
Paulo Ramos – 218 casos
Pedreiras -702 casos
Pedro do Rosário – 74 casos
Penalva – 117 casos
Peri-Mirim – 106 casos
Peritoró – 256 casos
Pindaré-Mirim – 58 casos
Pinheiro – 349 casos
Pio XII – 370 casos
Pirapemas – 209 casos
Poção de Pedras – 157 casos
Porto Franco – 90 casos
Porto Rico do Maranhão – 37 casos
Presidente Dutra – 354 casos
Presidente Juscelino – 20 casos
Presidente Médici – 29 casos
Presidente Sarney – 103 casos
Presidente Vargas – 35 casos
Primeira Cruz – 27 casos
Raposa – 100 casos
Riachão – 13 casos
Ribamar Fiquene – 101 casos
Rosário – 190 casos
Sambaíba – 1 caso
Santa Filomena do Maranhão – 7 casos
Santa Helena – 789 casos
Santa Inês – 2694 casos
Santa Luzia – 196 casos
Santa Luzia do Paruá – 137 casos
Santa Quitéria do Maranhão – 255 casos
Santa Rita – 158 casos
Santana do Maranhão – 45 casos
Santo Amaro do Maranhão – 36 casos
Santo Antônio dos Lopes – 321 casos
São Benedito do Rio Preto – 209 casos
São Bento – 218 casos
São Bernardo – 222 casos
São Domingos do Azeitão – 31 casos
São Domingos do Maranhão – 225 casos
São Francisco do Brejão – 75 casos
São João Batista – 63 casos
São João do Carú – 184 casos
São João do Paraíso – 35 casos
São João do Sóter – 19 casos
São João dos Patos – 67 casos
São José de Ribamar – 802 casos
São José dos Basílios – 6 casos
São Luís – 11285 casos
São Luís Gonzaga do Maranhão – 11 casos
São Mateus do Maranhão – 445 casos
São Pedro da Água Branca – 152 casos
São Pedro dos Crentes – 21 casos
São Raimundo das Mangabeiras – 69 casos
São Raimundo do Doca Bezerra – 69 casos
São Roberto – 44 casos
São Vicente Ferrer – 73 casos
Satubinha – 42 casos
Senador Alexandre Costa – 39 casos
Senador La Rocque – 96 casos
Serrano do Maranhão – 16 casos
Sítio Novo – 139 casos
Sucupira do Norte – 9 casos
Sucupira do Riachão – 5 casos
Tasso Fragoso – 15 casos
Timbiras – 22 casos
Timon – 690 casos
Trizidela do Vale – 379 casos
Tufilândia – 14 casos
Tuntum – 187 casos
Turiaçu – 102 casos
Turilândia – 193 casos
Tutóia – 443 casos
Urbano Santos – 687 casos
Vargem Grande – 287 casos
Viana – 213 casos
Vila Nova dos Martírios – 62 casos
Vitória do Mearim – 142 casos
Vitorino Freire – 143 casos
Zé Doca – 1534 casos
Taxa de ocupação de leitos de UTI
Leitos de UTI para a Covid-19 na Grande São Luís
Total de leitos de UTI – 240
Leitos ocupados de UTI – 202
% de ocupação das UTIs – 84,17%
Leitos clínicos para a Covid-19 na Grande São Luís
Total de leitos – 752
Leitos ocupados – 181
Porcentagem de ocupação – 24,07%
Leitos de UTI para a Covid-19 no interior
Total de leitos – 146
Leitos ocupados – 116
Porcentagem de ocupação – 79,45%
Leitos clínicos para a Covid-19 no interior
Total de leitos – 437
Leitos ocupados – 344
Porcentagem de ocupação – 78,72%
Cuidados
Para evitar a proliferação do vírus, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar as mãos com água e sabão, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.
Initial plugin text


Fonte: Fonte: G1

Comentários do Blogger

0 Comentários