Compartilhe essa Notícia:
Resultado de imagem para Mulher confessa ter mentido no caso do estupro
A primeira versão da mulher, que seria a vítima de estupro, é de que ela estava sozinha em sua residencia quando um homem de nome Julimar teria entrado na casa e a forçado a manter relações sexual sob a ameça de um canivete, o marido da mulher chegou na hora e evitou que o crime fosse concluído. Isso tudo aconteceu no dia 18 de outubro no Povoado Centro dos Pebas, zona rural de Esperantinópolis.

Julimar que seria o suposto estuprador, estava foragido desde da data do ocorrido. Com o passar dos dias, moradores da comunidade e vizinhos da mulher, começaram a comentar que a história não seria bem assim.

A confirmação veio nesta terça-feira (22), quando, em seu segundo  depoimento a mulher negou o estupro, que não houve abuso sexual. Ainda não se sabe quais os reais motivos que levaram a mulher a fazer a falsa acusação, mas há várias suposições na linha de investigação.

Julimar é muito conhecido na cidade, por ser um homem trabalhador e querido pelos moradores de Esperantinópolis.

A mulher agora responderá por denuncia caluniosa, que é quando a acusação vira uma denúncia falsa, que gera uma investigação policial e um monte de custos à justiça, ela pode pegar entre 2 a 8 anos de prisão.

Moral da história: Muito cuidado ao acusar outra pessoa sem provas ou por falso testemunho, as vezes o ato de denigrir a imagem de alguém pode gerar transtornos muitos maiores e o caluniador pode pagar caro perante a justiça.

Comentários do Blogger

3 Comentários

  1. Ela já tinha um caso com ele. O marido tinha ido ora pedreiras e ela aproveitou pra dar umazinha rápida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Digamos que eles tinham um caso e ela o acusou... Beleza... Mas isso não o torna imune moralmente. Mesmo ele sendo um homem casado, amado, do meio da sociedade e querido, ELE TRAIU a esposa, transou com uma mulher casada. Se ela não o tivesse acusado, mesmo que de forma caluniosa, ele mereceria todas as absorvições?
      Se não foi estupro foi traição, e com uma mulher casada. Errou 2 vezes. Ele, ela e a família de ambos devem agradecer ao marido dela.
      Se fosse outro tinha decepado os dois.

      Excluir
  2. calma gente, um chifrezinho nao fas mal a ninguem.....kkkk, desconfiei desde o principio.

    ResponderExcluir