O Ministério Público (MP) requisitou a instauração de um inquérito para investigar o Vereador Braqueara por supostos crimes cometidos. Isso ocorreu em 2004 e envolveu o Vereador e outros dois agentes públicos de Esperantinópolis. O caso já tramita na Polícia Civil.

Braqueara é Vice-Presidente da Câmara Municipal, é da base do atual Prefeito Aluisnho (PDT), e desde 2004  vem  supostamente se reelegendo com o documento falso segundo a denúncia.

Segundo informações do Delegado Sérgio Rêgo Damasceno, que instaurou o inquérito policial por determinação do MP, o então vereador Ivan Bezerra Rodrigues, mais conhecido como "Braqueara" teria cometido crimes para obter vantagens em sua candidatura em 2004, onde a secretaria de educação município de Esperantinópolis teria auxiliado na prática dos possíveis crimes. A denúncia foi realizada em setembro de 2020 por um morador do povoado Palmeiral, que relatou que o crime ocorreu através do "Colégio Jefferson Moreira", escola do povoado.

O Vereador  Braqueara, entrou em contato com o blog e afirmou que as acusações não passam de questões políticas que o morador tem com o parlamentar, e disse ainda que estudou durante três anos no colégio em questão e que em 2012 realizou uma prova presencial com o Promotor de Justiça e o Juiz de direito no Fórum Eleitoral. 

O processo segue em investigação na Polícia Civil de Esperantinópolis-MA, para a apuração dos fatos. Se as acusações forem comprovadas, o Vereador poderá perder seu mandato na câmara municipal.



Comentários do Blogger

1 Comentários

  1. Esse políticos são capaz de tudo pra se dar bem, só fazem coisas errada não dar pra confiar em nenhum deles raça desgraçada esses políticos e esse ai só serve pra babar prefeito.

    ResponderExcluir