Compartilhe essa Notícia:

 

Codó e Coroatá recebem mais de 12 toneladas de materiais de alimentação e limpeza do Governo.
“Nossa instituição acolhe pessoas com problemas de dependência química. Neste período de pandemia estava tudo ainda mais difícil, então, esses donativos vão nos ajudar para continuar mantendo os nossos acolhidos com dignidade. Agradeço o governador Flávio Dino e ao secretário Márcio Honaiser por esta iniciativa”, disse o Padre Orlando, também presidente da Casa do Divino Amor em Codó, que recebeu, nesta segunda-feira (8), itens de alimentação e limpeza.

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes) deu continuidade a rota de distribuição das doações de mais de 110 toneladas de materiais. Agora foi a vez das instituições de acolhimento de Codó e Coroatá, que receberem mais de 12 toneladas de materiais entre alimentos não perecíveis, produtos de limpeza, higiene e equipamentos de proteção individual (EPIs).

Para o titular da Sedes, Márcio Honaiser, a colaboração do Governo do Estado com as instituições de acolhimento garante assistência a pessoas em situação de vulnerabilidade, principalmente durante o período da pandemia.
Casa São Pio no município de Codó.
“O Governo do Estado, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Social, tem executado ações que proporcionam saúde e segurança para quem mais precisa, e, neste momento de crise econômica e sanitária não poderia ser diferente. Esta semana chegamos aos municípios de Codó e Coroatá para auxiliar os projetos sociais dessas cidades e também as pessoas em situação de vulnerabilidade que seguem precisando da assistência do poder público”.

As instituições contempladas foram: a Comunidade Servos do Imaculado Coração da Virgem Maria (Casa Pio), a Casa do Divino Amor e a Casa São Pio no município de Codó. Já em Coroatá foram: a Associação Comunitária de Recuperação a Pessoas com Dependência Química Nova Canaã, a Fazenda Santo Agostinho e Fazenda da Esperança Madre Tereza de Calcutá.
Doações têm o objetivo auxiliar as instituições de acolhimento neste difícil momento da pandemia do coronavírus.
“Esta ajuda está sendo muito bem-vinda para nossa instituição. Nosso projeto agradece ao secretário da Sedes, Márcio Honaiser pelo seu compromisso e desempenho. Neste tempo de pandemia tudo está muito difícil e ajuda do estado, com esses alimentos e produtos de limpeza e higiene é fundamental para atravessarmos a crise”, declarou Magno Furtado, secretário da Associação Comunitária de Recuperação a Pessoas com Dependência Química Nova Canaã.

Desde o mês de fevereiro as doações acontecem. O objetivo é auxiliar as instituições de acolhimento do Maranhão, neste difícil momento da pandemia do coronavírus. No total, 84 entidades de acolhimento de mais de 25 municípios maranhenses receberão doações.

Comentários do Blogger

0 Comentários