Compartilhe essa Notícia:

Com o resultado das eleições municipais e a posse dos eleitos os pré-candidatos de 2022 alvoraçaram suas articulações. 

O ex-governador Luiz Rocha dizia que eleição começa depois do Carnaval. Este ano as festividades momescas estão ameaçadas devido a crise sanitária que assola o mundo. Com a chegada da vacina temos a esperança que até o final do primeiro semestre deste ano a população do planeta estará imunizado contra esse vírus letal. Só que o termômetro político já está em alta. 

Confira e compare a movimentações de cada um que pretende um mandato: 

O Presidente Bolsonaro que vai pra reeleição, já se movimenta, até porque o próprio cargo faz esse movimento. Ele tem pela frente candidatos competitivos que estão conversando entre si, como é o caso de Luciano Huck candidato da Globo que vai se filiar ao DEM e pretende fazer uma dobradinha com Eduardo Leite ou Sérgio Moro para chegar ao poder maior do nosso país.
Estarão também no páreo: Ciro; Lula ou Haddad; Boulos; Dória; Amoedo; Mandetta; Randolfe e até Serginho Meneguelli ex-prefeito de Colatina.

Aqui no Maranhão não é diferente onde vários políticos já se articulam para chegar ao poder maior do Estado. 

O governador Flávio Dino declarou que vai renunciar o mandato em abril/2022 para concorrer a única vaga de Senador que se abrirá com o término do mandato de Roberto Rocha. 

Com a renúncia do governador assume o mandato o vice Carlos Brandão que pretende se candidatar no cargo. Por outro lado e sendo do mesmo grupo político do governador, pretendem também se candidatar ao governo: O Senador Weverton Rocha o ex-prefeito Edivaldo Júnior e o Deputado Federal Josimar Maranhãozinho. 

O Senador Roberto Rocha também pretende ser candidato a governador com o apoio do Presidente Bolsonaro. Já a ex-governadora Roseana Sarney líder da oposição no Maranhão, apesar de está muito presente nas redes sociais ainda não se pronunciou publicamente se pretende voltar a se candidatar ao cargo de governadora. 

A última vez que tive o prazer de conversar pessoalmente, ela, foi categórico em me afirmar "Henrique eu vou participar das eleições de 2022, como candidata a governadora; senadora ou deputada federal." Diante desse quadro político que está sendo desenhado na esfera Federal e Estadual é sinal que vamos ter uma eleição acirrada para Presidente; Governador e Senador, e para Deputado Federal e Estadual, os mesmos irão para a disputa pela primeira vez sem coligações proporcionais, já experimentado pelos Vereadores na eleição 2020. 

Que venha a campanha eleitoral. 

Por Henrique Muniz
Ex-prefeito de Esperantinópolis-MA.

Comentários do Blogger

0 Comentários