Compartilhe essa Notícia:

O Maranhão decide hoje (14), os destinos da municipalidade, em eleição da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão – FAMEM. Duas chapas foram registradas: a chapa 1, denominada “Salvio Dino – Municipalismo na prática”, cujo representante é o prefeito de Igarapé Grande, Erlanio Xavier e a chapa 2, denominada “Zé Gentil: Municipalização para Todos”, cujo representante é o prefeito de Caxias, Fábio Gentil.

O que seria uma disputa entre prefeitos e direcionada aos prefeitos, tomou ares além da municipalidade, envolvendo senador, deputados e o próprio Palácio dos Leões, ocupado interinamente pelo vice-governador Carlos Brandão.

Com as alegorias ao redor do enredo-principal, parece que o samba desafinou. Uma disputa extra de poderes se instalou na direção da casa dos prefeitos, e às vésperas da agora tão alardeada escolha tem de tudo, desde a intervenção direta do executivo estadual, “fake news” aos montes, desconstrução de imagem de candidatos até a “mimos especiais” aos prefeitos-eleitores. Dizem que até mesmo jatinho será colocado à disposição dos votantes fará parte da lista infindável de “vantagens” apimentando o certame.

Disputadíssimo e cantada com possíveis surpresas no final por alguns “pitaqueiros”, o quadro favorece desde o início, ao prefeito de Igarapé Grande, Erlânio Xavier, que, aliás, fez excelente gestão à frente da entidade na sua primeira passagem por lá. Modernizou a casa e os serviços, ampliou atendimentos e número de sócios e “profissionalizou” a instituição.

Fábio Gentil tem o apoio do vice-governador, que tem usado a cadeira para pressionar prefeitos e distribuir supostas vantagens, já vistas por muitos como irreais e sem possibilidade de serem cumpridas, as famosas promessas eleitoreiras já devidamente conhecidas amplamente no meio político.

Erlanio Xavier tem o apoio do senador Weverton Rocha, que tem apostado como provável candidato à sucessão de Flávio Dino, tendo conseguido a proeza de eleger maior número de prefeitos nas últimas eleições e formatado seu nome para a disputa pelo Palácio dos Leões, em 2022.

Parceiro de Weverton há bastante tempo, com quem já contava desde o mandato que agora se encerra à frente da FAMEM, parece se consolidar para mais dois anos, o que representaria um salto gigantesco para as pretensões do senador pedetista, não muito bem vista pelo republicano Carlos Brandão, nem mesmo pelos comunistas maranhenses.

Vem racha aí? O tempo, que resolve tudo irá responder essa questão, mas se a lógica prevalecer nessa pré-disputa palaciana, as eleições da FAMEM darão o sabor do prato que virá para a mesa depois. 

Enquanto isso, vamos saboreando os petiscos de entrada.

Comentários do Blogger

1 Comentários

  1. Pra você vê que o governador está caindo em todos os lados. Fez de tudo pra o Erlano não se reeleger e ainda perdeu, assim como fez com o prefeito eleito de Slz Braide kkkkkk eita Flávio Dino queimado, ninguém quer você mais, por ser falso e querer apoio dos prefeitos só quando você precisa e depois da um pé na bunda. E seu vice é da mesma farinha que a sua, não vai pra lugar nenhum pronto falei .

    ResponderExcluir