Compartilhe essa Notícia:



As obras de construção da primeira escola de ensino médio de Milagres do Maranhão, iniciadas nesta semana, representam o fim de um ciclo de atraso e dívida social do poder público com a população maranhense. Milagres fazia parte de um grupo de 25 municípios que, até 2014, não tinha prédios da rede pública estadual de ensino. Desse grupo, faltam apenas Brejo de Areia, Serrano e Amapá do Maranhão, que fecharão a lista das cidades que receberão os primeiros prédios próprios da rede estadual de ensino, na atual gestão do Governo do Estado.

No último mês, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) emitiu ordens de serviço para construções das escolas de ensino médio de Serrano e Brejo de Areia, cujas obras começam ainda nesta primeira quinzena de outubro. “De todas as cidades do Maranhão, faltará apenas iniciar o prédio próprio de Amapá, que está em licitação”, anunciou o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão.

Na última sexta-feira (02), o vice-governador Carlos Brandão, acompanhado do secretário Felipe Camarão, vistoriaram o início das obras do Centro de Ensino Deputado Alexandre Costa, em Milagres. 

“A construção dessas escolas em municípios, que sequer tinham prédios escolares, é um marco histórico no Maranhão. É por causa de investimentos como esses que a educação do nosso estado, hoje, tem crescido a cada ano no IDEB, que era de 2,8 quando assumimos o Governo do Estado, e agora está 3,7, sendo a terceira melhor educação do Nordeste”, ressaltou Brandão.

No caso de Milagres, a escola funcionou até antes da pandemia em um prédio cedido pela prefeitura em um turno, apenas. Agora, com investimentos de aproximadamente R$ 1,2 milhão, a comunidade escolar receberá, em seis meses, uma Escola Digna, com 6 salas e todos os espaços necessários para aprendizagem com qualidade de seus munícipes.

“É um sonho que começa a ser concretizado; um sonho que a gente buscava há muitos anos e agora a gente vê aqui, por meio dessa obra. Temos certeza que a comunidade milagrense como um todo só tem a ganhar”, revelou Francisco das Chagas Viana Barbosa, gestor geral, ao lembrar da luta da comunidade escolar para ter um local próprio para desenvolver suas atividades.

“Nós queremos muito agradecer todo o esforço do governador Flávio Dino e do secretário Felipe Camarão por esse grande projeto Escola Digna, que está trazendo, de verdade, dignidade para o povo de Milagres do Maranhão”, enfatizou Joel Marinho, ex-gestor do CE Dep. Alexandre Costa, de Milagres, e atual gestor do IEMA UP Brejo.

Municípios

De 2015 até aqui, receberam seus primeiros prédios escolares da rede estadual os municípios de: Araguanã, Boa Vista do Gurupi, Buritirana, Centro do Guilherme, Centro Novo do Maranhão, Conceição do Lago-Açu, Feira Nova do Maranhão, Governador Ribamar Fiquene, Lagoa Grande do Maranhão, Maracaçumé, Marajá do Sena, Matões do Norte, Presidente Sarney, Santa Filomena do Maranhão, Santa Luzia do Paruá, São João do Carú, São Pedro da Água Branca, São Roberto, Senador La Rocque, Turilândia e Vargem Grande.

Comentários do Blogger

0 Comentários