Compartilhe essa Notícia:


A juíza Urbanete de Angiolis Silva, titular de Esperantinópolis, realizou duas sessões do Tribunal do Júri na comarca, uma no dia 11 e outra no dia 17 de setembro. Foram julgados Antônio Teixeira de Oliveira e Francisco Messias da Silva, respectivamente. O réu Antônio Teixeira foi condenado pelo Tribunal do Júri e recebeu a pena de 36 anos de prisão. Já no segundo júri, o réu Francisco Messias foi considerado culpado e recebeu a pena de 70 anos de prisão. Os dois réus participaram do mesmo ato criminoso, que culminou com a morte de três pessoas.

De acordo com a denúncia, os crimes aconteceram no dia 17 de março de 2016, no povoado Centro do Meio, localidade de Esperantinópolis. Consta no inquérito que as vítimas transitavam numa motocicleta, quando foram abordadas pelos homens e, ato contínuo, teriam sido atingidas por disparos. Os criminosos fugiram do local sem prestar socorro às vítimas. As três pessoas foram encontradas mortas por vizinhos do local, e foram identificadas como sendo Manoel Alves de Souza, Antônia Alves e a criança M. K.. 

A denúncia informa que um homem identificado como Erismar, com a ajuda de Francisco Ilson, teria sido o responsável por contratar um pistoleiro para matar Manoel Alves de Souza. Depois de preso de forma preventiva, Erismar teria confessado à polícia que teria contratado os homens sob promessa de pagamento da quantia de R$ 10.000,00 (dez mil reais). De acordo com informações de testemunhas, Francisco Messias da Silva, conhecido pelo apelido de “Mãozinha” teria sido o autor das três mortes, dentre as vítimas, uma criança de apenas 9 anos de idade.

Comentários do Blogger

0 Comentários