Compartilhe essa Notícia:

Com a divulgação, no início da noite desse sábado (06), do último Boletim Epidemiológico que traz os números estatísticos referentes ao comportamento da COVID 19 no município de Barra do Corda-MA, resolvemos fazer um diagnóstico analítico do histórico da doença nos últimos 30 dias, compreendendo o período de 05 de maio até 06 de junho, cuja conclusão resultou em informações satisfatórias que podem refletir, positivamente, o empenho e as ações decisivas da gestão municipal na prevenção e combate ao coronavírus, muitas delas adotadas mesmo antes do registro dos primeiros casos de contaminação.

Muito embora tenha sido registrado um aumento, no horizonte analisado, dos casos confirmados de COVID 19, os quais no dia 05 de maio eram apenas 04 e no último dia 06 de junho chegaram a 920, consequência óbvia do resultado dos testes realizados, observou-se que houve uma redução na quantidade de pacientes hospitalizados, uma considerável diminuição da taxa de mortalidade e, o mais impactante, um significativo aumento na quantidade de pacientes recuperados, conforme se pode constatar nos gráficos abaixo, cujos dados foram extraídos de todos os boletins epidemiológicos divulgados, nesses últimos 30 dias, pela Prefeitura de Barra do Corda, através da sua Secretaria Municipal de Saúde, que já notificou 2.676 casos.

Gráfico da quantidade de casos confirmados: No dia 05 de maio eram apenas 04 e ate o dia 06 de junho foram confirmados 920 pacientes testados positivos para a COVID 19. O aumento diário de casos confirmados justifica-se pela ação de testagem realizada, que foi intensificada a partir da segunda semana do período analisado. 

Gráfico da quantidade de pacientes hospitalizados: Observou-se que o pico na quantidade de pacientes hospitalizados foi atingido ainda na segunda semana do período analisado, quando 10 pessoas necessitaram de atendimento assistido mediante internação. Esse indicador começou uma trajetória de queda a partir do início da terceira semana, fechando o período de 30 dias com apenas 02 (duas) pessoas hospitalizadas. Vale ressaltar que o sistema de saúde exclusivo para tratamento da COVID 19, em Barra do Corda, conta com 16 leitos (com respiradores e para acompanhamento) e, levando em consideração a média de internação que foi de 5 pessoa/leitos/dia, concluiu-se que a taxa média de ocupação girou em torno de 30%. 

Gráfico de casos de óbitos pela COVID 19: Mesmo com todas as medidas adotadas e ações implementadas pela administração municipal, infelizmente os primeiros óbitos pela doença começaram a acontecer na primeira semana do período analisado, tendo a taxa de letalidade/mortalidade, que é apurada dividindo-se a quantidade de óbitos pela quantidade de casos confirmados, alcançado seu pico alto no dia 1º de junho com 13(treze) óbitos, resultando num indicador de 1,74%. No entanto, essa taxa permaneceu sob controle até o último boletim epidemiológico divulgado nesse sábado dia 06 de junho, quando o indicador de letalidade apurado em Barra do Corda foi reduzido para 1,41%, bem menor, na mesma posição, que a do Estado do Maranhão (2,46%) e a do Brasil (5,34%). Fonte: Site do Governo do Maranhão.

Gráfico de casos recuperados: Nesse cenário, os números são ainda mais animadores, os quais têm impacto direto das ações preventivas e de combate a COVID 19, adotadas pela administração municipal. Percebe-se que, a medida que tais ações/medidas foram sendo implementadas, a resposta de recuperação de pacientes ficou visível a partir do início da terceira semana do mês de maio. Com a consolidação dessas ações, a quantidade de pacientes recuperados começou numa curva crescente até se chegar a 498 pacientes curados da COVID 19, conforme o último boletim epidemiológico divulgado no sábado dia 06 de junho.

Conclui-se, portanto, que a gestão do Prefeito Eric Costa, no setor da saúde, vem alcançando indicadores positivos e eficazes no que diz respeito ao resultado das diversas ações que foram devidamente planejadas e implementadas na prevenção e combate ao coronavírus, causador da COVID 19.

Ações já aprovadas pela população, que foram amplamente divulgadas pela mídia estadual e que, algumas delas, foram tomadas por outros municípios como exemplo de administração eficiente do sistema de saúde no enfrentamento da COVID 19, como por exemplo: implantação do COE – Centro de Operação de Emergência; criação do Centro de Triagem; instalação de uma Fábrica de Máscaras; distribuição de máscaras para população; higienização de espaços públicos; medidas de isolamento social estabelecidas por decreto com a consequente suspensão, por períodos planejados, das atividades comerciais e de serviços não essenciais para que se evitassem aglomerações; além de outras ações transversais que minimizaram os efeitos econômicos negativos da pandemia na vida da população, a exemplo da distribuição de cestas básicas e a criação da Central Descomplique que ajuda muito barracordense a se habilitar para receber o Auxílio Emergencial do Governo Federal.

Sem falar que o gestor municipal manteve o pagamento do salário do funcionalismo em dias, mesmo com a suspensão das atividades das diversas secretarias municipais, desde o início da pandemia.

Outra ação que merece destaque, diz respeito a parceria entre o município de Barra do Corda e o Governo do Estado, que permite o transporte, através de uma UTI aérea, de pacientes que encontravam-se em recuperação e desenvolveram sequelas graves por conta da COVID 19, para serem tratados em cidades que possuam sistema de saúde equipado para casos de alta complexidade.

Por fim, vale ressaltar o importante trabalho desenvolvido pelas equipes de profissionais de saúde, principalmente os que atuam em serviços de suporte (zeladores, vigias, agentes administrativos, dentre outros), os quais se entregam incansavelmente de corpo e alma para salvar vidas, contribuindo, direta ou indiretamente, para que os indicadores sejam os mais favoráveis e animadores possíveis.

Comentários do Blogger

0 Comentários