Compartilhe essa Notícia:

Após viralizar nas redes sociais o áudio do vereador da base do prefeito, onde o mesmo fazia menção a uma suposta vítima do novo coronavírus, e ainda fazia citação direta à família. A vítima, menor de idade teve sua identificação exposta e referência de família o que virou objeto de boatos e terrorismo de informações na cidade. O resultado do exames enviado ao Laboratório Central do Maranhão foi divulgado o último dia (02), e portanto descartou a hipótese de COVID-19, dando o exame negativo, e mostrando o despreparo da saúde pública do município. 


Em contato com a família que estava aflita, o blog obteve a informação de que nunca sequer houve uma ato de solidariedade e pedido de retratação por parte da Secretaria de Saúde, muito menos do vereador, que assinou uma nota superficial e técnica. 

Não obstante, a nota da Secretaria de Saúde não teve sequer uma assinatura de um responsável ou um funcionário, dando detalhes da suposta vítima, excesso de informações, que facilitou as suposições e acusações à família da suposta vítima mostrando mais uma vez que o órgão enfrenta uma grande crise em meio à pandemia. 

Os funcionários reclamam da falta de equipamentos de proteção individual, e houve inclusive denúncias, por parte do vereador Jhulio Sousa, de que estaria sendo improvisado os equipamentos, contrariando orientação da ANVISA e Ministério da Saúde. Cabe ressaltar que Poção de Pedras irá receber o montante de mais de 54 mil reais, o que daria ao menos para tentar organizar a desordem.

O áudio do vereador virou meme nas redes sociais de toda região e é considerado o maior fake news da história do município.

Comentários do Blogger

0 Comentários