Compartilhe essa Notícia:
O Corpo de Bombeiros do Maranhão está monitorando a situação das chuvas e o nível dos rios em todo o Estado. É uma época em que começa a chover muito em todo o território. Equipes estão sendo reforçadas e deslocadas para atender as cidades que mais sofrem com as cheias.

Entre elas, estão Grajaú, Imperatriz, Trizidela do Vale e Pedreiras. “Tivemos nesta segunda-feira (9), por exemplo, uma precipitação de 110 milímetros em Imperatriz. A cidade, nestas condições, sofre impacto violento”, diz o comandante dos Bombeiros no Maranhão, coronel Célio Roberto de Araújo

Os bombeiros estão atuando em Imperatriz com o apoio da Polícia Militar para ajudar as famílias atingidas.

“A fim de resguardar as pessoas que ainda se encontram em local de risco, a gente faz a retirada e leva para um local seguro”, diz o coronel.

“A gente acompanha a previsão meteorológica, que indicava que neste ano teríamos um aumento de 30% em relação a 2019, o que está se confirmando. Nessas condições, preparamos a comunidade local com os entes municipais para minimizar os efeitos das chuvas”, acrescenta, reforçando a importância da parceria com as prefeituras.

“É importante que os gestores municipais façam a limpeza dos córregos, para não potencializar os efeitos das fortes chuvas”, lembra.

Planejamento e ajuda

O comandante dos Bombeiros ressalta que a corporação tem capacidade para atender todos os municípios porque houve planejamento. “O governador estabeleceu, como faz todos os anos, o comitê emergencial, presidido pelo secretário da Casa Civil, Marcelo Tavares, e que tem outras secretarias que tem transversalidade com este momento, como a de Desenvolvimento Social e a de Infraestrutura.”

Além disso, os bombeiros estão ajudando os municípios a preencher os formulários essenciais para o caso de necessidade de decretação de emergência, a fim de serem reconhecidos pelo governo federal.

“A partir daí, o governo federal tem que atender os municípios com apoio e recursos. Porque se trata de um desastre natural e a competência maior é da União para restabelecer a normalidade num curto espaço de tempo”, explica Célio Roberto.

Telefones

Para informações e auxílio, os cidadãos podem entrar em contato com os Bombeiros (193), a Defesa Civil (3221-0864) e o Ciops (3214-3801), 24 horas por dia.

Comentários do Blogger

0 Comentários