Compartilhe essa Notícia:



Cartão do Bolsa Família — Foto: Divulgação/

O Maranhão teve redução de 56.607 famílias beneficiadas pelo programa 'Bolsa Família' de janeiro a novembro de 2019, segundo levantamento do G1 Maranhão com dados do Governo Federal. Essa é a maior queda dos últimos cinco anos.

No final de 2018, o Maranhão tinha 970.472 famílias beneficiadas pelo programa, enquanto em novembro de 2019 esse número caiu para 927.773. Em média, o valor repassado por família é de R$ 216,92 no estado.

Levando em consideração os últimos cinco anos, o Maranhão teve uma redução de quase 70 mil famílias no Bolsa Família. Veja abaixo o gráfico com os números de famílias beneficiadas nos últimos anos.

Em relação aos valores repassados aos beneficiários do programa, houve redução de R$ 219 milhões durante 2019. Ao todo, segundo dados do Governo Federal, o valor anual repassado em 2018 foi de R$ 2.493.688.352, enquanto em novembro de 2019 o valor acumulado no ano era de R$ 2.274.263.801.


Sem citar os números do Maranhão, a Secretaria Especial do Desenvolvimento Social, do Governo Federal, informou em nota que o programa apresentou, em 2019, uma média nacional de 494.229 famílias inscritas no Cadastro Único e habilitadas para entrar no Programa. A Secretaria diz ainda que reduziu a fila de espera para conseguir o benefício.

"Importante ressaltar que o Bolsa Família apresentou, durante todo o governo do PT, fila de espera para entrada no programa. Em 2017, se iniciou o processo de zerar a fila, garantido a entrada de famílias em até 45 dias após a inclusão e análise dos dados inseridos no Cadastro Único. Nos últimos meses, houve redução no número de inclusões de famílias, o que deve ser normalizado com a conclusão dos estudos de reformulação do Bolsa Família. O número de beneficiários a cada mês flutua mensalmente em virtude dos processos de inclusão, exclusão e manutenção de famílias. Os cancelamentos estão relacionados aos procedimentos de averiguação e revisão cadastrais, fiscalização, desligamentos voluntários, descumprimento de condicionalidades, e superação das condições necessárias para a manutenção dos benefícios. As concessões dependem do quantitativo de famílias habilitadas para o Programa e estratégias de gestão da folha", diz a nota da Secretaria.

Comentários do Blogger

1 Comentários