Compartilhe essa Notícia:
Alunas da Aldeia Juçaral comemoram Escola Digna (Foto: Gilson Teixeira)
Em mais uma etapa de inaugurações, o Governo do Estado beneficia cidades maranhenses com novas unidades do programa Escola Digna. Neste sábado (15), sete escolas foram entregues, contemplando os municípios de São José de Ribamar, Maranhãozinho, Amarante do Maranhão, Arame e São Luís, marcando o Dia D da ação estadual. O cronograma do Escola Digna terá continuidade com mais obras, entre construções, revitalizações e reformas, melhorando a educação para milhares de estudantes em diversas regiões do estado. 
“É uma alegria muito grande em mais um momento especial do programa Escola Digna entregar estas unidades, que nos deixa satisfeitos. Seguimos a determinação do governador Flávio Dino para priorizar esta iniciativa e entregamos uma série de escolas em todo o Estado. Isso mostra que Flávio Dino é o governador de todos e que na educação temos o caminho da oportunidade para o desenvolvimento do Maranhão e pela garantia da aprendizagem e mudança de vida dos nossos estudantes”, disse o secretário de Estado de Educação (Seduc), Felipe Camarão.
A Grande Ilha ganhou duas novas unidades do programa Escola Digna. O Governo entregou o Centro de Apoio Pedagógico ao Deficiente Visual (CAP), no Maranhão Novo, em São Luís, que foi todo revitalizado, onde os alunos serão estimulados à independência e autonomia. O CAP recebeu serviços de pintura completa, revisão das instalações elétricas, hidráulicas e sanitárias, bem como revisão de cobertura, esquadrias e ferragens e piso podotátil. Para as obras, foram investidos mais de R$ 400 mil. 
Alunas do Centro de Apoio Pedagógico ao Deficiente Visual (Foto: Carlos Pereira)
Ainda na capital, inauguração do Centro de Ensino São Cristóvão – Anexo Coquilho, na zona rural, reformado e ampliado para receber 150 estudantes do ensino médio e Educação de Jovens e Adultos, nos turnos da tarde e noite. Entre os serviços, ampliação da quantidade de salas de aula, sala de professores, laboratório de informática, cozinha e pátio coberto, além de serviços de troca de louças e metais, impermeabilização, forro e pintura geral. Foi empregado mais de R$ 1 milhão para as melhorias.
Aluna da unidade do Coquilho, Emilys Silva e Silva falou em nome dos colegas e agradeceu à gestão estadual pelas melhorias. “É uma grande conquista para nós e para nossa escola. Nós estudantes nos sentimos orgulhosos por esse momento e emociona ver nossa escola adequada e digna. Agradecemos a todos que contribuíram e vamos cuidar desta escola que é nossa”, disse a jovem. 
Em São José de Ribamar, o Governo do Estado inaugurou o Centro Educa Mais Cidade de São José de Ribamar, ensino integral, que foi todo reformado ganhando climatização, impermeabilização da estrutura, laboratórios de Biologia, Química, Física, Matemática e Informática. O próximo passo será a reforma da quadra. Professor da unidade, Carlos Massete destacou as instalações pontuando o laboratório para aulas práticas. “É muito importante, porque o sistema de ensino deve unir o conteúdos à prática e naquele espaço, aprenderão de fato o que for colocado na teoria”, disse.
Educação digna no interior do estado
Além da Grande Ilha, o interior do estado também foi beneficiado com as ações do programa Escola Digna. No município de Maranhãozinho, região do Alto Turi, foi inaugurado o Centro de Ensino Elias das Chagas Bitencourt. As obras de reforma no prédio incluíram melhorias nas áreas de cobertura, forro, revestimentos, mármores e granitos, pavimentação, pintura geral, entre outros, além de instalações de combate a incêndio. Mais de R$ 1 milhão em investimentos foram utilizados na obra.
Estudantes do Centro Educa Mais Cidade de São José de Ribamar (Foto: Lauro Vasconcelos)
No âmbito da educação indígena, o Governo contemplou estudantes dos municípios de Arame e Amarante do Maranhão. Em Arame, foram entregues as escolas indígenas João Pinuhu, na Aldeia Abraão com duas salas de aula, salas pedagógicas e administrativas para atender mais de 90 estudantes; e nova E.I. Purumu`E Katuhaw, na Aldeia Jacaré, substituindo antiga estrutura de palha e taipa, que agora servirá mais de 20 alunos indígenas com duas salas de aula, mobília nova e pátio coberto. 
Em Amarante, o Centro de Ensino Escolar Indígena Gianni Sartori, na Aldeia Juçaral, vai atender dignamente mais de 100 estudantes. O secretário de Estado de Infraestrutura (Sinfra), Clayton Noleto coordenou as entregas e pontuou ser “mais um momento marcante do programa Escola Digna, que vem avançando, garantindo direitos e oportunidades às comunidades com os investimentos na educação. O Escola Digna é um marco na história do Maranhão e, cada vez mais, renderá frutos à nossa sociedade”.
A coordenadora de educação escolar indígena do município, Fabiana Guajajara enfatizou que “só temos a agradecer ao governador por esta importante obra, que vai trazer melhor qualidade de atendimento aos nossos alunos e de incentivo aos professores e comunidade. É de fundamental importância para um melhor futuro destas crianças”.

Comentários do Blogger

0 Comentários