Compartilhe essa Notícia:
Resultado de imagem para Cortes do Bolsa Família no Maranhão
Os beneficiários do programa no estado do Maranhão estão sofrendo com os cortes do Bolsa Família que têm acontecido na operação pente fino e por meio da diminuição de verba. Isso, pois milhares de pessoas que necessitam do pagamento acabam sendo afastadas.Corte do Bolsa Família no Maranhão surpreende e afasta milhares de inscritos (Imagem:Montagem/FDR)

No estado, a redução foi de 56.607 famílias entre os meses de janeiro e novembro do ano passado, de acordo com o G1. Essa é a maior queda no programa nos últimos anos. 

Em 2018, o estado tinha 970.472 famílias que foram beneficiadas pelo programa, já em novembro esse número caiu para 927.773. Em média, o valor repassado por família é de cerca de R$216,92. 

Se comparado aos últimos cinco anos, o Maranhão teve uma redução de quase 70 mil inscritos no Bolsa Família.

Os valores repassados também caíram, em 2019 foram cerca de R$219 milhões a menos. De acordo com os dados do Governo Federal, em 2018 o gasto com o programa atingiu R$2.493.688.352 já em 2019 esse número caiu para R$2.274.263.801.

Em nota a Secretaria Especial do Desenvolvimento Social do Governo Federal, informou que o programa apresentou uma média nacional de 494.229 famílias inscritas no Cadastro Único e habilitadas para entrar no Programa. 

A secretaria informou ainda que espera reduzir a fila de espera para conseguir dar continuidade nas inscrições. Mas, ressalva que os cortes no Bolsa Família fazem parte do processo, evitando pessoas que não devem estar no sistema. 

“Importante ressaltar que o Bolsa Família apresentou, durante todo o governo do PT, fila de espera para entrada no programa. Em 2017, se iniciou o processo de zerar a fila, garantido a entrada de famílias em até 45 dias após a inclusão e análise dos dados inseridos no Cadastro Único. Nos últimos meses, houve redução no número de inclusões de famílias, o que deve ser normalizado com a conclusão dos estudos de reformulação do Bolsa Família. O número de beneficiários a cada mês flutua mensalmente em virtude dos processos de inclusão, exclusão e manutenção de famílias. Os cancelamentos estão relacionados aos procedimentos de averiguação e revisão cadastrais, fiscalização, desligamentos voluntários, descumprimento de condicionalidades, e superação das condições necessárias para a manutenção dos benefícios. As concessões dependem do quantitativo de famílias habilitadas para o Programa e estratégias de gestão da folha”, diz a nota da Secretaria.

Comentários do Blogger

0 Comentários