Compartilhe essa Notícia:


Pedreiras à véspera de seu primeiro centenário, que será celebrado em 2020, está sendo marcada pelo surgimento de movimentos, ações e projetos sociais e filantrópicos, denotando toda a preocupação da sociedade com os caminhos que ela trilhará nos próximos anos. 

Um movimento cuja bandeira é a cultura da não-violência, da gentileza, da família e da fraternidade surge com muita simbologia e força, para fazer o diferencial na cultura de paz nesta terra de homens e mulheres de bem, é assim a ação voluntária de conscientização “Flores, sim. Violência, não!”, que tem como slogan: “Valorize a família mais que o ouro, que o céu lhe dará o caminho dos brilhantes”.

Gestos simples, como visitar uma comunidade, um bairro, conversar com as pessoas, entregar uma flor como símbolo de uma ação pacificadora é o que move os voluntários deste movimento, formado por profissionais liberais, empresários, trabalhadores e aberto a quem desejar ingressar nas suas fileiras, contando com o apoio das varas judiciais da Comarca da Pedreiras, Juizado Cível e Criminal, Vara do Trabalho – 16ª Região, Promotoria Pública, Igreja Cristã Evangélica, Santuário São Benedito, 14ª Delegacia de Polícia Civil, Delegacia Especial da Mulher e 19º Batalhão de Polícia Militar.

O lançamento da Ação Voluntária de Conscientização “Flores, sim. Violência, não!” será neste domingo, dia 13 de outubro, às 10 horas da manhã, durante a missa de Nossa Senhora de Fátima, no Santuário São Benedito, e já na terça-feira (15), às 17 horas, nas proximidades da Unidade Escolar Naise Trindade, no Bairro Matadouro, será realizada a primeira ação, com a participação dos voluntários e apoiadores junto aos moradores daquela área. Serão distribuídas 300 flores, com mensagens de otimismo, paz, gentileza e de amor e respeito às famílias, num ato de conscientização sobre os caminhos da paz entre as pessoas.

Já está agendada a segunda ação, que acontecerá no Bairro Goiabal, na Rua Santa Luzia, marcada para o dia 13 de novembro, e assim será realizado um movimento a cada mês do ano, a partir de agora.

Porque doar flores?

A simbologia do amor com a ação de doação comungando a construção de um novo caminho que conduz a humanidade à paz. A compreensão de que a felicidade consiste em doar, não apenas em receber; que vale mais doar que receber; ou mesmo, que doar e receber são em si atos nobres da alma humana que são complementares, lineares e homogêneos, conduzindo ao mesmo fim, que é o amor, antagonizando à violência, e por isso, é o princípio da construção de um mundo melhor, que começa dentro de cada um.

Um pequeno gesto que pode mudar uma casa, rua, um bairro, e se espalhar pela cidade...pelo mundo. Uma flor, apenas uma flor, ou mais que isso, uma ação ampla, viva e pulsante no coração de cada pedreirense, buscando a paz a partir de pequenos gestos. Ação Voluntária de Conscientização “Flores, sim. Violência, não!” 

Lançamento:

 Domingo, dia 13 de outubro, às 10 horas da manhã, durante a missa de Nossa Senhora de Fátima, no Santuário São Benedito; Primeira ação: 

Terça-feira, dia 15 de outubro, às 17 horas, nas proximidades da Unidade Escolar Naise Trindade.

Comentários do Blogger

0 Comentários