Denuncie

Roseana, Zé Reinaldo e João Alberto perdem aposentadorias vitalícias; Sarney permanece

segunda-feira, 4 de março de 2019

Compartilhe esta Notícia


Por: John Cutrim

O Informante – Com base num entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), de outubro do ano passado, o Governo do Maranhão suspendeu, esse mês, o pagamento de aposentadoria vitalícia a ex-governadores do Estado.

O benefício era garantido pelo artigo 45 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias da Constituição do Estado do Maranhão, mas o governador Flávio Dino, seguindo o entendimento do Supremo, decidiu suspender o pagamento.

Ocorre que, em outubro do ano passado, o STF julgou procedente uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) proposta pela Procuradoria-Geral da República, o que levou o governador Flávio Dino a acatar esse entendimento e suspender o pagamento da pensão vitalícias a ex-governadores do Maranhão. Até o mês passado todos receberam, mas neste mês de fevereiro a pensão já não foi paga, sendo suspensa pelo governo. Segundo fonte consultada pelo blog O INFORMANTE, “o governador tomou a decisão para não ter problemas futuros com a mais alta corte do país”.

A decisão atinge ex-governadores como José Reinaldo Tavares, Roseana Sarney, João Alberto, Arnaldo Melo. O ex-governador José Sarney não é atingido porque a sua pensão é anterior a 1988.

Na mesma ação, o plenário do Supremo também declarou a inconstitucionalidade da Lei estadual nº 6.245/1994, que garantia a aposentadoria a viúvas de ex-governadores. Dentre elas, no Maranhão, estão Zenira Fiquene, Gardênia Gonçalves e Clay Lago.




ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.

9 comentários :

  1. Anônimo disse... :

    Ôh beleza😂😂🤣🤣

  1. Anônimo disse... :

    so tao tendo o que merece

  1. Anônimo disse... :

    Arrocha..

  1. Unknown disse... :

    Sarney mais uma vez se deu bem!


    Rsrsrsrs


  1. Anônimo disse... :

    Será se vai fazer falta pra eles?

  1. Eles que procurem trabalhar.

  1. Unknown disse... :

    Demorou, agora é cortar as dos deputados e senadores em um país aonde o trabalhador ganha pouco os políticos esbanjando dinheiro isso sim é desigualdade social

  1. Assis disse... :

    Até esse Arnaldo Melo que nunca fez nada. Procura trabalhar vagaba.

Postar um comentário