Compartilhe essa Notícia:

Governar um estado com enormes dívidas sociais e econômicas é uma grande missão. Hoje, quando o Maranhão tem ocupado posição de destaque no cenário nacional, confirmamos as diretrizes que definimos desde o início: gestão séria, comprometida com a integridade e empenhada em programas eficientes.

Com a confiança da sociedade, executamos ações de geração de emprego e renda, impulsionando a economia local e ampliando a credibilidade do Maranhão. A certeza de que estamos no caminho certo foi confirmada pela divulgação dos resultados do Produto Interno Bruto (PIB) de 2018, realizada recentemente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O PIB do Maranhão, isto é, a soma de todas as riquezas produzidas no estado em 2018, registrou crescimento de 2,9%, volume superior ao desempenho do PIB do Brasil, que foi de apenas 1,8%. A evolução do PIB maranhense foi a melhor do Nordeste e a 8ª melhor do país, revelando o desenvolvimento econômico registrado no estado.

Com o crescimento, chegamos ao PIB de R$ 98,1 bilhões, composto destacadamente pela contribuição setorial da Agropecuária com 8,9%, Indústria com 18,5%, e Serviços com 72,5%, neste caso puxado principalmente pelas atividades econômicas ‘Administração, educação, saúde, pesquisa e desenvolvimento públicas’, conforme indicado pelo IBGE. Sublinho, portanto, a importância dos investimentos públicos que temos, ousadamente, ampliado.

Em 2018, somamos R$ 1,45 bilhão em investimentos públicos feitos pelo Governo do Maranhão. Com isso, mantivemos centenas de obras espalhadas por todas as regiões do Estado, gerando empregos e aquecendo a economia com a circulação de renda. Também impulsionamos as atividades produtivas com diversos benefícios fiscais. Com a reconhecida gestão de excelência do Porto do Itaqui – premiado nesta semana como um dos 3 melhores do Brasil – atraímos mais investimentos privados e já superamos 16 mil empregos gerados, direta e indiretamente.

Os resultados já têm sido percebidos mês a mês no levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) do Governo Federal. Os dados divulgados esta semana demonstram que estamos mantendo o melhor saldo de geração de empregos do Nordeste em 2020. No ranking nacional, o Maranhão tem o 4º maior crescimento de saldo acumulado de empregos do ano, à frente de grandes centros econômicos como São Paulo e Rio de Janeiro. Enquanto isso, infelizmente, o Brasil ainda acumula saldo negativo de 171 mil empregos perdidos.

O compromisso de governar com espírito público é imperativo para a promoção do desenvolvimento com justiça social. Não me curvo e jamais me curvarei ao império de interesses puramente pessoais. Em favor da nossa população, continuaremos trabalhando para o Maranhão avançar ainda mais.

Comentários do Blogger

0 Comentários