Compartilhe essa Notícia:
Unidade integra a rede estadual de saúde e oferece assistência a pacientes da região dos Cocais (Foto: Divulgação)
Mais de 2,7 milhões de atendimentos e procedimentos já foram realizados em oito anos do Hospital Geral de Peritoró. A unidade integra a rede estadual de saúde e oferece assistência a pacientes da região dos Cocais, sendo referência para os casos de urgência e emergência em 24 horas. 

A unidade de saúde possui 58 leitos de internação normal, seis leitos de Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) e dois leitos de isolamento, e atende urgência e emergência 24 horas. “O Hospital Geral de Peritoró é uma importante unidade que faz parte do nosso planejamento de oferecer serviços que atendam a população maranhense com excelência e qualidade”, destacou o presidente da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), Marcos Grande.

Localizado no município maranhense de Peritoró, na região dos Cocais, desde que foi inaugurado, o hospital registrou 1.370.981 atendimentos ambulatoriais, como pequenas cirurgias, administração de medicamentos, imobilização ortopédica além de atendimentos de urgência e emergência. Também foram realizadas 161.729 consultas ambulatoriais. 

Na área cirúrgica foram 22.544 intervenções, dos quais a maior demanda veio da Ortopedia, com 11.741 cirurgias realizadas ao longo de oito anos. Ainda houve o registro de 25.803 internações no período. Na última semana, em comemoração ao trabalho já cumprido, foi realizada uma celebração ecumênica e a unidade foi decorada com balões, fitas e um bolo foi compartilhado. 

“É muito gratificante comemorar 8 anos de funcionamento tendo a certeza que estamos prestando um serviço de qualidade à população. Atendemos pacientes de mais de 50 municípios próximos. Somos referência na região do Médio Mearim e dos Cocais e isso nos impulsiona a manter este mérito e a seguir trabalhando para oferecer à comunidade um atendimento resolutivo, ágil e com responsabilidade”, ressaltou o diretor administrativo, Otacílio Tavares Fernandes.

No que se refere ao Serviço de Apoio Diagnóstico Terapêutico (SADT), que oferece vários tipos de exames com objetivo de esclarecer o diagnóstico ou realizar procedimentos terapêuticos específicos para os pacientes, o balanço da unidade contabiliza 849.766 exames laboratoriais, 76.843 do tipo raio-x, 46.003 registros de ultrassonografia e 2.065 eletrocardiogramas – totalizando 974.677 atendimentos do serviço.

Iracema Bernardina da Silva, de 49 anos e natural de Buriticupu, estava em busca de tratamento, quando conseguiu atendimento em Peritoró. “Eu estava com problemas de saúde há mais de um ano e quando cheguei aqui, o hospital me acolheu, solucionou meu problema e estou me recuperando. O hospital aqui de Peritoró é muito importante para as pessoas aqui da região”, contou ela, que se recupera de uma cirurgia. 

A opinião também é compartilhada por João Batista de Sales Sousa, conhecido também como João da Antena. Diagnosticado com Covid-19, ele precisou ficar 18 dias internado no hospital. “Estou tendo alta hoje, vou para casa fazer o restante do tratamento. Esse hospital faz uma diferença muito forte na saúde da cidade. Fui muito bem tratado e estou na fase final da minha recuperação”, relatou.

Comentários do Blogger

0 Comentários