Compartilhe essa Notícia:


A Polícia Civil do Maranhão, por intermédio da Superintendência Estadual de Prevenção e Combate à Corrupção (SECCOR), cumpriu, nesta terça-feira(8), o mandado de prisão preventiva, expedido pelo juiz Titular da 2ª Vara Criminal da Comarca de Timon, contra os técnicos de fiscalização da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED) de Timon/MA, Reinaldo Barbosa Ribeiro e Alan Carneiro da Silva.Alan Carneiro

Os dois servidores foram presos pela prática de corrupção passiva tendo como vítimas os motoristas que passavam pela AGED de Timon.Reinaldo Barbosa

A Polícia Civil teve conhecimento das ações criminosas através de várias denúncias recebidas na ouvidoria do órgão e, no curso das investigações, foi possível localizar e ouvir uma vítima de fraude ocorrida em 2017 e cinco pessoas que foram vítimas no ano de 2018.

De acordo com os depoimentos das vítimas, os servidores Reinaldo e Alan alegavam que a idade dos animais não era compatível com a Guia de Transporte Animal (GTA) apresentada e tinham a carga e os animais retidos até que o pagamento de propina fosse feito. O valor variava de 100 a 250 reais por caminhão apreendido.

Ainda por meio da investigação, descobriu-se que os servidores, quando da abordagem, não acionavam a médica veterinária para verificar os animais e nem lavravam o auto de infração devido, em relação ao problema apontado para a retenção da carga.

Diante do exposto e de posse dos mandados de prisão, a Polícia Civil, por meio da Seccor, deslocou uma equipe até a cidade de Timon, a qual efetuou a prisão dos dois servidores que, após finalizados os procedimentos legais, foram encaminhados a Penitenciária local, onde permanecerão disposição do Poder Judiciário.

Comentários do Blogger

0 Comentários