Denuncie

MARANHÃO ELEIÇÕES 2020: SÃO JOSÉ DE RIBAMAR ‘PEGANDO FOGO’

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

Compartilhe esta Notícia

Últimas movimentações dão conta de que o atual prefeito Fernando Moura da Silva reconhece desgaste e pode vir a tirar o time de campo ainda este mê
  
POR FERNANDO ATALLAIA
EDITOR DE ELEIÇÕES DA AGÊNCIA BALUARTE 
atallaia.baluarte@hotmail.com

Com parte da bancada de vereadores alvo de denúncias de corrupção, constando nesta um vereador acusado pela ala parlamentar oposicionista de comparecer às sessõesembriagado, o prefeito Fernando Moura da Silva enfrenta as consequências da  própria conduta truculenta na terceira maior cidade do Maranhão. 
Resultado de imagem para dr julinho sao jose de ribamar
O ex-prefeito, Júlio Matos, o Dr. Julinho: musculatura e viabilidade em volta ao debate político. 
Mostrando total falta de habilidade, o governo do prefeito chega ao fim no imaginário dos ribamarenses a 18 meses do próximo pleito. Fernando Moura estuda uma forma de se manter no poder e vem pensando, como informam fontes diretas  ligadas a ele, em escalar o vice Eudes Sampaio, para a sua função. Fernando sabe que nãconseguirá reconstruir a imagem junto à classe política do município. O bloco parlamentar oposicionista avança, caminhando ao lado da generalizada insatisfação popular que vem dando norte  ao descontentamento das comunidades locais na atualidade.

Está acuado. Representando a oposição independente da cidade, o movimento Aliança Ribamarense reúne insatisfeitos, parte da juventude e ex-candidatos a Vereador bem votados em 2016. Por outro lado, nomes clássicos da política ribamarense, a exemplo do ex-prefeito Júlio Matos, o Dr. Julinho, voltaram ao debate, há dois meses, mostrando musculatura eviabilidade.
Resultado de imagem para FERNANDO MOURA SAO JOSE DE RIBAMAR
ELE TAMBÉM SABE DISSO O prefeito Fernando Moura da Silva: desgaste irreversível e possibilidade de saída sutil.
É dentro desse cenário espinhoso, embasado pela rejeição de mais de 80% da população ribamarense, que o prefeito que pregava  a reconstrução da cidade, segue assistindo a própria diluição do discurso frente a novos campos políticos que se abrem pelos bairros em tempo real. 

Mal assessorado e igualmente mal representado na Câmara e nas ruas, Fernando Moura vem colhendo os frutos da insensatez que achava ter ainda terreno na Balneária. Deu com os burros  n´água: os ribamarenses pedem sua saída da gestão e ele sabe disso. Na reunião realizada no Palácio dos Leões há dois dias, um dos  temas tratados foi a possibilidade de ele se retirar  sutilmente, desmembrar-se, sem muitos alardes, da Prefeitura. 

Articulações de bastidores apontam o pai do ex-prefeito Gil Cutrim como um dos interessados na saída de Moura. Edmar  mostra prestigio junto ao Governo estadual, com dois filhos eleitos deputados e da base aliada dinista. Mas ainda assim, apesar do repúdio dos ribamarenses ao prefeito, costuras como essas não são mais aceitas na terceira maior cidade do estado, onde as vozes independentes se fortalecem,   pulverizando a disputa para 2020. 
Aliança Ribamarense, movimento fundado pelo ex-deputado Jota Pinto, reúne grande parte dos oposicionistas independentes da Balneária.
O fato é que Fernando Moura da Silva perdeu a noção do  tempo político e foi esvaziado pela arrogância de 2005 ao tentar levar adiante  nesta gestãas mesmas práticas despóticas  de perseguição. Na Balneária, da Sede à Região das Vilas, passando pelas Limítrofes e Zona Rural, a paisagem é a mesma: abandono, desalento e uma população desassistida. As chamadas Subprefeituras -espécies de ouvidorias do Governo municipal-funcionam apenas no papel e servindo aos interesses políticos de Moura como os olhos e ouvidos do prefeito.É de lá que Fernando mapeia os movimentos de insurgentes e adversários.

Essa lógica, perpassada por um centralismo irredutível,  vai de encontro às práticas democráticas e encerra em si mesma um formato que já ficou no passado. Os ribamarenses cobram resultados práticos, mas não os veem. As ações da Prefeitura estão aquém das exigências populares, ao passo que o governo de Fernando Moura segue estrangulado pela vaidade de três secretários, repetidores do prefeito.
PARA 2020 Bloco parlamentar da Câmara lançou o vereador Nonato Lima pré-candidato a Prefeito.
Caso aceite compor o secretariado dinista, nada mais será novidade aos munícipes que elegeram Fernando Moura da Silva na última eleição. Os mais de 200 mil ribamarenses sabem, hoje, que o discurso de reconstrução não  passou de mera estratégia de marketing para catapultar Fernando à Prefeitura , sem muitos obstáculos. 

Ele também sabe disso.
ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.

3 comentários :

  1. Anônimo disse... :

    Isso é o que dá voltar ex prefeito para prefeitura, desastre total, ex é ex e é coisa do passado, temos de andar é pra frente, porque quem já teve 8 anos de mandato, já mostrou tudo o que tinha de mostrar, se voltar só vai querer roubar

  1. Anônimo disse... :

    Quando ele foi prefeito anteriormente, ele tinha a Roseana Sarney e toda laia Sarney mandando dinheiro para prefeitura, o povo caiu na besteira de voltar ele ao poder, tair o resultado, ñ tem mais rosegana mais ajudar a fazer fraudes com dinheiro público, situação de muitos ex prefeitos que querem voltar ao cargo, só para saquear os cofres públicos, sem pensar em nenhum instante no povo

  1. Anônimo disse... :

    OH

Postar um comentário