Compartilhe essa Notícia:

,Na cidade de Bacabal, onde ocorrerá eleição suplementar para escolha do novo prefeito no domingo, juiz eleitoral não solicitou reforço federal na Segurança.

 OEstadoMA.com 

Serão 45 municípios do Maranhão que receberão reforço na Segurança de tropas federais neste segundo turno da eleição presidencial. Em Bacabal, onde terá eleição suplementar, não haverá homens do Exército. Somente a Polícia Militar atuará na cidade.

No primeiro turno das eleições gerais, foram enviadas tropas federais para 72 cidades. As solicitações são feitas pelos juízes eleitorais se perceberem que existe perigo de ações que possam interferir no processo eleitoral.

Além da garantia de 600 homens, no primeiro turno um comitê de segurança foi montado em São Luís e comando por dois generais do Exército que além de coordenar a atuação das forças federais no Maranhão, atuou também no Pará, Piauí e Amapá.

Já para o segundo turno, juízes eleitorais de 42 cidades pediram o reforço federal. Estão na lista a capital, São Luís, além de São José de Ribamar, Chapadinha, Buriti Bravo, Mata Roma, Loreto, Esperantinópolis e Penalva.

Suplementar

Já para a cidade de Bacabal não haverá reforço federal na eleição suplementar que ocorre no domingo, 28, dia do segundo turno da disputa presidencial.

No município irão atuar 115 policiais militares do interior e mais 24 homens do Batalhão de Choque que sairão da capital maranhense.
Segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Bacabal não terá reforço de forças federais porque o juiz antônio Jorge Sales Leite não fez a solicitação a Corte. O magistrado também não pediu forças federais para a cidade no primeiro turno.

Pedido

Mesmo com os pedidos de reforço na segurança já sido deferidos, o deputado estadual Roberto Costa (MDB), encaminhou ao presidente do TRE, desembargador Ricardo Duailibe, ofício solicitando reforço da segurança na cidade de Bacabal.

No documento, o parlamentar anexou diversas cópias de notícias dando conta do aumento da criminalidade na cidade com a proximidade do pleito. Ele pede a presença de agentes da Justiça Eleitoral e tropas federais para garantir a tranquilidade dos eleitores.

“Infelizmente, com a proximidade do Pleito Suplementar na cidade de Bacabal, constata-se, corriqueiramente, que a maior cidade da Região do Médio Mearim virou verdadeiro ‘barril de pólvora prestes a explodir’; ameaçando não só a segurança das Eleições de 2018, quanto os Eleitores e Candidatos”, destacou o emedebista.
Costa acrescenta que há denúncias de máfias atuando no município, “levando terror” a eleitores. Ele aponta, ainda, a suposta ação de agiotas.
“Já é de amplo conhecimento no Município a atuação de agiotas e organizações criminosas que, literalmente, ‘peitam’ a Força Policial, a Justiça e o Estado Constitucional – abusando, inclusive, de poderio capaz de desequilibrar a isonomia das eleições”, ressaltou.

TSE autorizou tropas federais para mais de 350 cidades

Além do Maranhão, o plenário do TSE aprovou, na sessão administrativa de ontem, 15 pedidos de envio de força federal para 356 localidades do país no segundo turno das Eleições 2018. Com a decisão, os militares trabalharão para garantir a normalidade da eleição, o livre exercício do voto e o bom andamento da apuração dos resultados nos estados do Acre, Amazonas, Ceará, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Tocantins.

Relatora dos 15 processos administrativos requerendo o envio das tropas militares, a presidente do TSE, ministra Rosa Weber, esclareceu que foram feitas adequações com relação ao que foi solicitado pelos TREs para o primeiro turno, quando foi aprovado o envio de forças federais para 513 localidades dos mesmos estados.
A atuação das forças federais nas eleições é medida prevista no inciso XIV do artigo 23 da Lei nº 4.737/1965 (Código Eleitoral). As solicitações aprovadas pelo TSE na sessão desta terça-feira serão encaminhadas ao Ministério da Defesa, órgão responsável pelo planejamento e execução das ações empreendidas pelas Forças Armadas.

Comentários do Blogger

0 Comentários