Compartilhe essa Notícia:

 

Secretário Rubens Pereira Jr. com representantes da Cooperativa Oficial de Motoristas de Aplicativo (Foto: Divulgação)


Em entrevista coletiva, na manhã desta sexta-feira (26), o governador Flávio Dino anunciou novos auxílios financeiros como procedimento emergencial. Desta vez, o governador destinou auxílio combustível para motoristas por aplicativo, taxistas e mototaxistas.

“Hoje anunciei auxílios emergenciais a trabalhadores dos setores de eventos e de turismo; e a taxistas, mototaxistas e motoristas de aplicativos”, disse Flávio Dino.

Em fevereiro, o secretário estadual de Articulação Política (Secap), Rubens Pereira Jr, promoveu diversos encontros com os representantes de cooperativas de motoristas para tratar da pauta de reivindicação da categoria e buscar alternativas para melhorar as condições de trabalho dos profissionais. As demandas foram ouvidas pelo governador que criou um auxílio financeiro de dois meses em todo o Maranhão, com valores que variam de acordo com a demanda de cada categoria.

“Estávamos atentos ao tema e a sua importância, e fico feliz que o governador conseguiu atender esta demanda. O auxílio terá dois meses de duração com valores que variam de R$ 60 para motos em cidades pequenas até R$ 300 para carros em cidades maiores”, ressaltou Rubens Jr.

O presidente da Cooperativa Oficial de Motoristas de Aplicativo (Comap), Márcio Zapareli, falou da importância do diálogo com o secretário e agradeceu o apoio. “Esse auxílio vem em um momento que mais precisamos e eu agradeço o secretário Rubens que nos recebeu muito bem e levou essa demanda ao governador Flávio Dino. O auxílio vai facilitar a vida dos motoristas de aplicativo principalmente com essa alta de combustível. Agradeço em nome de todos os motoristas beneficiados”, disse.

Novas medidas

Além disso, outras medidas foram anunciadas para entrar em vigor a partir de segunda-feira (29), com readequações conforme as necessidades criadas pelo cenário pandêmico. Foi adiado o imposto de micro e pequenas empresas e anunciado vale-gás para 115.000 famílias mais pobres, com base no registro do CadÚnico.

Outras medidas incluem a autorização para escolas terem funcionamento híbrido, sendo que para a rede pública estadual está mantido somente o funcionamento remoto. Serviço público estadual segue suspenso, ressalvados serviços essenciais; e o horário do comércio permanece restrito. Bares e restaurantes, academias, supermercados poderão funcionar, mas deverão manter no máximo 50% de ocupação.

Auxílios emergenciais e financeiros

– Programa Social Vale-Gás para 115 mil famílias de baixa renda;
– Auxílio Combustível para taxistas, mototaxistas e motoristas de aplicativo por dois meses;
– Auxílio Emergencial para trabalhadores do setor de eventos, parcela única de R$ 600;
– Auxílio Emergencial para guias de turismo e empresas de transporte turístico, parcela única de R$ 600 e R$ 1 mil, respectivamente;
– Aprovação do adiamento do pagamento do ICMS para 130 mil micro e pequenas empresas;
– Antecipação da primeira parcela do 13° salário dos servidores estaduais para abril.

Apoio à vacinação e atendimento de saúde nos municípios

– Contratação de dois técnicos e um digitador para cada cidade com menos de 50 mil habitantes;
– Novas entregas de leitos em Pedreiras: 77 leitos ao todo;
– Hospital de Campanha de São Luís, a ser entregue na próxima semana;
– Anexo da Maternidade de Alta Complexidade: leitos de UTI nesta semana;
– Obras para 35 novos leitos em Bacabal e 26 em Caxias.

Comentários do Blogger

0 Comentários