Compartilhe essa Notícia:

 

Apreensões de operação policial em Imperatriz


Um preso, armamento de grosso calibre e material explosivo apreendidos são o resultado de operação conjunta das polícias Civil e Militar, realizada na quinta-feira (5). O homem detido é suspeito de liderar assalto, ocorrido em agosto, na agência do Banco Bradesco, em São João do Caru. Participaram da operação equipes da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), da 9ª Delegacia Regional de Açailândia e 32° Batalhão de Polícia Militar de Cidelândia, Imperatriz.

As investigações foram conduzidas pela Seic, por meio do Departamento de Combate ao Roubo à Instituições Financeiras (Dcrif), que após várias diligências, cumpriu mandado de prisão contra o suspeito. Na ocasião, os policiais localizaram e apreenderam fuzis, coletes balísticos, explosivos, cordel detonante e espoletas, utilizados no assalto ao banco em São João do Caru. 

“Com essa prisão, a polícia tira de circulação assaltante de alta periculosidade e de ação violenta. E além disto, impedir crime semelhante que poderia ser praticado por ele e seu grupo, uma vez que vários materiais foram apreendidos. O trabalho na contenção destes grupos é permanente e articulado, fruto de um planejamento que tem foco na prisão de líderes de quadrilhas e desarmamento de seus grupos criminosos”, destaca o titular da Seic, delegado Carlos Alessandro Rodrigues.

Na operação a polícia apreendeu dois fuzis calibre 5.56; dois fuzis calibre 7.62; uma pistola Taurus PT 100, calibre 40 (pertencente a Polícia Militar e roubada em 2013 na ocasião da morte de um policial, em Balsas); munições calibres 5.56, 7.62, 50 e 40; quatro coletes balísticos; explosivos Nitropenta (entre os de alto poder destrutivo); cordel detonante; e diversas espoletas. Após prisão em flagrante, o suspeito foi encaminhado ao Sistema Penitenciário de Pedrinhas, onde permanecerá à disposição da justiça.

Ataque

Na noite de sexta-feira (31),mês de agosto, um grupo de criminosos assaltou a agência do Bradesco, na cidade de São João do Caru. O bando estava fortemente armado e com explosivos, usados durante a ação criminosa. Na fuga, atiraram contra o prédio e uma viatura da Polícia Militar local. O valor levado pelos criminosos não foi informando e na ocasião, conseguiram fugir.

Comentários do Blogger

0 Comentários