Compartilhe essa Notícia:


Desde que a Organização Mundial da Saúde declarou estado de pandemia por conta da Covid-19, o Governo do Maranhão vem investindo na rede pública de saúde a fim de garantir atendimento adequado a casos da doença. Ao longos dos últimos meses, o Estado abriu novas unidades de saúde, ampliou a capacidade de atendimento dos hospitais regionais e macrorregionais, criou ambulatórios, entre outros novos serviços. Além dos investimentos já realizados, novas unidades serão entregues nos próximos dias. 

“Estamos montando a maior rede hospitalar da história do Maranhão. Em menos de três meses, já entregamos 12 unidades de saúde por todo o estado e ainda temos outras unidades em reforma, construção ou ampliação, prestes a serem entregues. Mesmo após a pandemia, esse legado ficará para toda a população do Maranhão”, afirma o secretário de Estado da Saúde Carlos Lula. 

Só no mês de junho, cinco unidades foram entregues para auxiliar no combate ao coronavírus no estado. Na última terça-feira (23), foi entregue a Upa de Paço do Lumiar, a unidade vai funcionar como UPA tipo III, com capacidade de atender em média 350 pacientes por dia, oferecendo atendimentos clínicos, ambulatoriais, exames de Raio-X, além de contar com 27 leitos entre estabilização, isolamento, clínicos e observação infantil. 

Também foi entregue o Hospital Regional Dr. Antônio Hadade, em Viana, com 50 leitos. No Médio Mearim, o Hospital de Campanha Dr. Kleber Carvalho Branco em Pedreiras também foi entregue neste mês e está reforçando o combate à doença na região com 40 leitos, entre clínicos e de UTI. Na Região Vale do Pindaré, o Hospital Regional Dr. Rubens Jorge, na cidade de Lago da Pedra, foi entregue para atender pacientes diagnosticados com o novo coronavírus, dispondo de 25 leitos clínicos e 05 de UTI. Ainda no Vale do Pindaré foi entre neste mês o Hospital de Campanha de Santa Inês. 

Todas as unidades contam com equipes multiprofissionais compostas por médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem, nutricionistas, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, assistentes sociais, bioquímicos, farmacêuticos, psicólogos, técnicos em radiologia, técnicos em laboratório, técnicos em segurança do trabalho, agentes de segurança e maqueiros. 

Nos próximos dias, mais unidades serão entregues para reforçar o combate ao coronavírus. Em Santa Luzia do Paruá, o Hospital Regional Francisca Melo está sendo ampliado para atender casos da Covid-19 na região. E em Itapecuru Mirim, seguem em ritmo acelerado as obras de ampliação do Hospital Regional Adélia Matos Fonseca, que atenderá aos casos da doença no município e cidades vizinhas. 

Outros investimentos

Durante a pandemia, outros equipamentos de saúde também foram entregues para fortalecer o serviço público estadual oferecido aos maranhenses. Entre elas o Hospital de Cuidados Intensivos (HCI); Hospital Dr. Raimundo Lima – anexo ao Hospital Nina Rodrigues em São Luís; Hospitais de Campanha em São Luís, Açailândia e Bacabal; e outros. 

O Governo do Maranhão também investiu na abertura de 10 ambulatórios para acompanhamento de casos leves da Covid-19 que apresentem comorbidades ou idade superior a 60 anos. Foram beneficiados com a implantação da rede regional de Ambulatórios Covid-19 os municípios de Barreirinhas, Lago da Pedra, Lago dos Rodrigues, São Luís, Santa Inês, Imperatriz, Pinheiro, Chapadinha, Presidente Dutra e Carutapera. 

O serviço de UTIs aéreas para interligar os hospitais regionais e realizar o transporte de pacientes com complicações mais graves decorrentes do novo coronavírus também foi disponibilizado, assim como ambulâncias do tipo USA – Unidades de Suporte Avançado, para conduzirem esses pacientes até as unidades de referência.

Comentários do Blogger

0 Comentários