Compartilhe essa Notícia:

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) de Pedreiras realizou na manhã desta quinta-feira (09/01), no Fórum Desembargador Araújo Neto, a solenidade de diplomação e posse dos cinco membros e mesmo número de suplentes do Conselho Tutelar.

O processo de escolha foi feito por eleição direta em 06 de outubro de 2019, alcançando quase 16 mil votos computados, culminando com a vitória de Pelezinho -  2113 votos; Ary Almeida - 1266 votos; Janne Glêb - 1262 votos; Marcelo Cruz - 1166 votos e  Raulison Silva - 1032 votos. Na suplência ficaram Jocilane Krause, Celço Costa, Conrado Carvalho, Isenilde Carvalho e Mayane Leles.

Participaram da solenidade o prefeito de Pedreiras, Antônio França; juiz da 1ª vara da Comarca de Pedreiras, Marco Adriano Fonseca; o promotor de Justiça, Lindemberg Vieira;  secretários municipais Rodrigo Assaiante (Segurança e Trânsito); Sabrina Genneff (Assistência Social); Débora Regina Sousa (Educação) e Heraldo Ribeiro (Desporto e Lazer), a vereadora Ceiça Feitosa, a sociedade civil e familiares dos conselheiros empossados.

O conselheiro tutelar Marcelo Cruz tomou posse agradecendo ao CMDCA e à gestão municipal pelo empenho no processo de escolha popular. O juiz de Direito, Marco Adriano Fonseca, ressaltou que o número de votos demonstra o interesse da sociedade pelo processo de eleição, mas que não acaba por aí. Segundo ele, justamente é o princípio para que a população leve as informações e denúncias ao conselho. Já o promotor de Justiça, Lindemberg Vieira afirma que a atuação, prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente junto a uma rede de proteção com o objetivo de induzir políticas públicas de proteção integral à criança e ao adolescente.

“Foi feita eleição democrática e quero parabenizar a presidente do CMDCA, Nilda Melo e ao Isael Silva, juntamente com o Ministério Público pela condução da eleição, e temos o compromisso de trabalhar em conjunto para a sociedade pedreirense. Reforçamos o nosso apoio a este órgão que visa zelar e cuidar dos direitos das nossas crianças e adolescentes.”, enfatizou Antônio França, prefeito de Pedreiras.

O que faz um conselheiro
Os eleitos vão trabalhar para garantir os direitos de crianças e adolescentes que sofrem violações, entre elas negligência e violências física, emocional e sexual.

São eleitos os candidatos que obtiverem o maior número de votos valendo para um mandato no para o período de 2020-2023. A eleição é coordenada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA).














Comentários do Blogger

0 Comentários