Compartilhe essa Notícia:


Na última sexta-feira (29), o evento intitulado Ação Federal, foi realizado em Trizidela do Vale-MA. Vários prefeitos da região do Médio Mearim marcaram presença e sentaram na tribuna de honra, porém, ao que parece uma cadeira ficou vazia.



Antônio França, prefeito de Pedreiras, a cidade polo da região e um dos mais esperados na Ação Federal não deu as caras. Mas, o que teria acontecido? Será se o gestor pedreirense é desafeto de alguém ali presente? Pelo que sabemos, ele se relaciona bem com todos os seus colegas prefeitos; já recebeu com distinção em um jantar, lá atrás, ainda em pré-campanha, o senador Roberto Rocha e sua “Caravana da Esperança”, então o que houve?


A ação era federal, com alguns atendimentos à população e capitaneada pela superintendente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) no Maranhão, Maura Jorge e pelo senador Roberto Rocha. Diante da inesperada e polêmica ausência do gestor pedreirense, levantamos algumas hipóteses: Será se a força do governador Flávio Dino (PCdoB), pesou nas suas escolhas e influenciou sua decisão de não ir à Ação Federal da Maura Jorge? 

Vejamos o cenário em Pedreiras nas últimas eleições de 2018: A ex-prefeita de Lago da Pedra e candidata derrotada ao governo do Maranhão nas últimas eleições, desafeta do governador, teve 2.436 votos na sua investida ao Governo do Maranhão, mesmo contando com a carona que pegou com Jair Bolsonaro na sua campanha. Já Roberto Rocha teve uma atuação amarga na “Terra de João do Vale”, apenas 287 votos (1,57%), enquanto Flávio Dino venceu as eleições em Pedreiras, com 9.524 votos; nem mesmo a ex-governadora Roseana Sarney, com 6.068, foi páreo para Dino, que saiu das urnas pedreirenses com 51,78% da votação. Resultado que ajudou a consolidar sua eleição em primeiro turno em todo o Estado.
O prefeito de Pedreiras com essa atitude vira as costas para a oposição de Dino? Ou seria apenas uma atitude isolada? França está hoje no Democratas, com as bênçãos de Juscelino Filho, a quem apoiou para deputado Federal; continua em paz com a bancada do PTB de Pedro Lucas; apoiou Weverton Rocha e Eliziane para o senado; fechou com Fábio Macedo para estadual, todos da bancada governista, todos fiéis a Flávio Dino. Então, seria esse o enigma da ausência de França na “Ação Federal”? Ao que tudo indica, seria uma atitude corajosa, já que no campo político o comum é “atirar para todos os lados”.

França preferiu acompanhar o senador Roberto Rocha em Pedreiras, em uma visita ao Mercado Central, para ver a obra de reforma que está iniciando, que é emenda do senador. O encontro aconteceu após o evento na cidade de Trizidela do Vale. Isso a gente sabe que é praxe. Faz parte, como dizem.
Aí fica uma outra questão no ar. Maura Jorge não é a representante do Governo Federal no nosso Estado? Não é ela a grande articuladora no Maranhão? Acho que cabe a ela mediar conflitos, deixar de lado picuinhas e agregar, mas...
França é prefeito da mais importante cidade do Médio Mearim, e não vê-lo sentado ali parece que incomodou muita gente, pelo menos foi o que acompanhamos depois pelas redes sociais. Flávio Dino parece ter seu escudeiro fiel por estas bandas...
E o que é mesmo Ação Federal? É a Funasa, Fundação Cultural Palmares, Codevasf, Conab, Faema/Senar, Ministério do trabalho, INSS e IPHAN com palestras informativas, diversas equipes atendendo a população fazendo renovação e cadastramento do NIS(Cadunico), a emissão de carteiras de trabalho, acompanhamento de processos previdenciários, inclusão em programas sociais entre outros. É isso!

Comentários do Blogger

0 Comentários