Compartilhe essa Notícia:

Imagem relacionada
imagem de internet
O prefeito de Esperantinópolis, Aluisinho do Posto, mais uma vez é alvo de críticas por parte da oposição que afirma irregularidade do prefeito ao fazer de uso particular de veículo destinado a saúde do município, fruto de um convênio entre o Ministério da Saúde e a Secretaria Municipal de Saúde. 

Conforme a nota de empenho, nota fiscal e depósito bancário (confira abaixo as fotos) que comprovam os recursos que foram utilizados para comprar o veículo, uma camionete L200 Triton, cujo objetivo desse convênio foi de atender a saúde do município, mas o que se vê é um claro desvio de finalidade por parte do prefeito na questão da utilização do veículo. O veículo que hoje serve como meio de transporte particular do prefeito, que desfila pelas ruas da cidade no mesmo, sendo que o gabinete do prefeito não dispõe de carro do governo para que assim o prefeito possa usar, deixa de contemplar setores fundamentais para uma boa saúde, tão carente no município. O carro que deveria estar plotado com os adesivos de identificação da saúde, que é o que a legislação prevê, e sendo utilizado para transportar as equipes do Programa Saúde da Família (PSF) nos povoados mais distantes da sede do município, cujas estradas vicinais estão intrafegáveis para carros de menor porte, como os Fiat Unos que a secretaria de saúde dispõe hoje. O exemplo claro é do povoado Bom Princípio, uma das maiores comunidades de Esperantinópolis, a equipe do PSF está indo apenas uma vez na semana, e deixando de visitar as regiões vizinhas, como os povoados lagoa Danta, Centro e Porto do Utensílio, em virtudes da impossibilidade de atender estas comunidades por falta de estrada digna e transporte adequado. 

“Enquanto o prefeito usa o veículo de forma irregular, os munícipes mais carentes sofrem com a péssima saúde ofertada. Há um mês, por exemplo, o cidadão conhecido como Milton Chorão, portador de diabetes, necessitou de um veículo para fazer tratamento de saúde no Estado do Pará, onde seus irmãos residem. Já com um pé amputado em virtude da doença, pediu ao prefeito Aluisinho um veículo para levá-lo ao outro estado, mas diante da demora seguida de um sonoro NÃO do prefeito, foi que o grupo de oposição, através do Dr. Zé Teodoro arrumou seu carro de uso pessoal, contratou um motorista e arcou com todas as despesas da viagem desse senhor, tendo em vista que o prefeito Aluisinho sonegou prestar socorro ao cidadão Milton Chorão”, afirma membro da oposição. 

Em tempo, a prefeitura de Esperantinópolis afirma que o carro já se encontra devidamente adesivado e os programas de saúde estão funcionando normalmente no Bom Princípio e região.


Comentários do Blogger

1 Comentários