Compartilhe essa Notícia:

Mais uma vez, neste ano, as fortes chuvas castigam o município de Esperantinópolis e toda a região do Médio Mearim. Desde de março, as chuvas têm elevado o nível do Rio Mearim, causando estragos nas cidades e zonas rurais.

O resultado é uma série de transtornos e alagamentos provocadas pelo acúmulo de água nas ruas das cidades, chegando a invadir casas e estabelecimentos comerciais com alguns pontos críticos.

Em Esperantinópolis, além das ruas alagadas, houve também o rompimento do único acesso que liga o bairro Mãocheinha ao Centro da cidade, que deixou moradores prejudicados, tendo eles que fazerem um percurso muito maior, numa estrada esburacada para chegarem ao outro lado.

O povoado Palmeiral também foi castigado pelas chuvas, conhecido pelos os seus balneários, a comunidade está com uma parte submersa, o volume de água provida dos temporais está tão grande que invadiram casas e os estabelecimentos que ficam ás margens do Rio Mearim, um deles é o Balneário do Geovane.

Outra cidade é Poção de Pedras, aonde os constantes temporais estão causando alagamentos de casas, estradas e transbordamento de barragens, açudes, riachos e deixando as ruas intrafegáveis, causando transtornos para a população.
E por fim, as cidades de Trizidela do Vale e Pedreiras, localizadas às margens do Rio Mearim, e que nos últimos dias estão em estado de alerta, sob vigilância da 13 ª Companhia de Bombeiros Militar, com riscos constantes de inundações e desalojamentos de famílias.
Imagem relacionada

Comentários do Blogger

5 Comentários

  1. Kkkkkk é culpa do gestor anterior

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A culpa é sua idiota que não estudou para está no lugar do gestor anterior

      Excluir
  2. estudou pra ser prefeito? se maioria deles são analfabeto.

    ResponderExcluir
  3. Gente, quando chove cai água do céu mesmo. É normal kkkk
    O povoado não cheinha não está totalmente isolado. Tem acesso sim até lá, só que mais longo o percurso.
    Povo burro de Esperantinópolis e região as áreas baixas próximos as margens dos rios são naturalmente alagadas em períodos de "cheia", então só tem duas coisas a fazer. Não morar nessas áreas ou aterrar o Rio kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  4. Kkkk vai cobrir a prefeitura de palha

    ResponderExcluir