Compartilhe essa Notícia:

Cerca de 32 municípios das Regiões do Baixo Pindaré e Médio Mearim, entre eles estão: Esperantinópolis, Lima Campos, Lago do Junco e São Raimundo do Doca Bezerra, participaram, nos dias 10 e 11, do Seminário Regional sobre o Pacto Nacional para Alimentação Saudável, na cidade de Santa Inês. O evento foi promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes) e do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea).

O secretário de Segurança Alimentar de Igarapé do Meio, Pedro Igor Frazão, relatou a experiência exitosa do pacto no município. “A adesão é de extrema importância porque colabora com a política de segurança alimentar executada na cidade e implementa as ações que irão gerar resultados positivos na sociedade”, explicou o secretário.

A programação contou com exposição sobre o Sisan, Pacto Nacional para Alimentação Saudável, apresentação de trabalhos em grupo, oficinas sobre Construção do Plano de Trabalho do Pacto nos eixos Sisan e EAN e Produção, Abastecimento e Disponibilidade. Também, na programação a explanação sobre a experiência exitosa em Igarapé do Meio e Santa Inês, orientação para adesão ao pacto e para o processo da VI Conferência Estadual de SAN no estado.

Siriane Dourado, quebradeira de coco, do município de Araguanã, disse que o pacto colabora com o desenvolvimento de políticas públicas, na alimentação e na nutrição da população.“O pacto para a alimentação saudável proporciona para a cidade uma melhoria em vários aspectos, tanto na agricultura familiar como na alimentação saudável das pessoas”, disse Siriane.

Pacto Nacional

O Pacto Nacional para Alimentação Saudável é uma iniciativa da Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan Nacional), a fim de incentivar as esferas estaduais a engajarem e firmarem compromissos referentes à produção de alimentos saudáveis, à ampliação do acesso regular e permanente a alimentos saudáveis e sustentáveis e ao estímulo ao consumo de alimentos in natura e minimamente processados, no contexto de consolidação do Sisan.

Em 2018, o Maranhão assinou o Pacto Nacional para Alimentação Saudável com o objetivo de ampliar as condições de aquisição, oferta, disponibilidade de consumo de alimentos saudáveis, combater a desnutrição, o sobrepeso, a obesidade, assim como estruturar o Sisan nos municípios maranhenses.

O secretário da Sedes, Márcio Honaiser, explica a importância do seminário como forma de incentivo aos municípios aderirem e pactuarem para uma alimentação saudável e agregando qualidade de vida à população. “O pacto proporciona a comercialização dos produtos da agricultura familiar, a extinção do uso do agrotóxico, a promoção da instalação de centrais e equipamentos que favoreçam o abastecimento e distribuição de alimentos saudáveis e promova atividades de Educação Alimentar e Nutricional (EAN)”, disse o secretário.

Participaram do evento os municípios de Araguanã, Arari, Bacabal, Brejo de Areia, Centro Novo, Conceição do Lago Açu, Esperantinópolis, Governador Newton Belo, Igarapé do Meio, Joselândia, Junco do Maranhão, Lago da Pedra, Lago dos Rodrigues, Lima Campos, Marajá do Sena, Maranhãozinho, Olho d’Água das Cunhãs, Paulo Ramos, Pedreiras, Pindaré Mirim, Pio XII, Santa Luzia, São Bernardo, São João do Caru, São Raimundo do Doca Bezerra, Satubinha, Trizidela do Vale, Tufilândia, Vitória do Mearim, Vitorino Freire, Zé Doca, Santa Inês, Vila Nova dos Martírios, Lago do Junco, Alto Alegre do Pindaré. Pinheiro, Chapadinha e Caxias também receberão o seminário, nos meses de abril e maio.

Comentários do Blogger

3 Comentários

  1. O asfalto do Povoado Palmeiral alguém aí pode dá maiores informações sobre o andamento dessa obra ou vão ficar enrolando até as próximas eleições chega de impunidade.

    ResponderExcluir
  2. Chega de impunidade queremos o asfalto do Povoado Palmeiral já

    ResponderExcluir
  3. Arrocha aí galera

    ResponderExcluir