Denuncie

Representantes do INSS propõem parceria institucional com o MPMA

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

Compartilhe esta Notícia

Reunião INSS
Reunião aconteceu na PGJ
Na tarde desta terça-feira, 26, o então procurador-geral de justiça em exercício, Francisco das Chagas Barros de Sousa, recebeu a visita de representantes do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). A comitiva foi coordenada pelo auditor regional da Região Nordeste, Olacir Luchetta.

A proposta do INSS é firmar um termo de cooperação com o Ministério Público do Maranhão para efetivar ações conjuntas de combate à corrupção e acesso aos bancos de dados, sistemas e plataformas das instituições.

Além da equipe de auditores do INSS, participaram do encontro os promotores de justiça do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), Marco Aurélio Cordeiro Rodrigues e Klycia Menezes.

“A proposta é a busca da integração da base de dados, o cruzamento das informações do INSS com bases de órgãos federais e estaduais, a exemplo do Ministério Público, para que se possa antecipar às fraudes e coibir as já existentes. O objetivo é usar a inteligência na prevenção ao desvio do dinheiro público”, afirmou Luchetta.

Francisco Barros destacou que o MPMA já desenvolve várias ações e projetos com foco no combate à corrupção e tem atuado em parceria com diversas instituições para fortalecer esse trabalho. “A parceria com o INSS é bem-vinda e o Ministério Público sempre vai atuar para garantir que os recursos públicos sejam aplicados corretamente”, avaliou.

Ao final do encontro, ficou acertado que a o INSS vai enviar uma proposta de parceria para ser avaliada pelo MPMA. Em seguida, a comitiva de visitantes conheceu as instalações do Gaeco e do Laboratório de Tecnologia contra Lavem de Dinheiro (LAB-LD)
ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.

1 comentários :

  1. Anônimo disse... :

    O INSS JUNTAMENTE COM O MINISTÉRIO PÚBLICO, DEVEM FISCALIZAR SE OS GESTORES PÚBLICOS ESTÃO REPASSANDO AS CONTRIBUIÇÕES MENSAIS QUE SÃO DESCONTADAS DOS SALÁRIOS DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS, POIS INFELIZMENTE AS CÂMARAS DE VERIADORES , NÃO FISCALIZAM.

Postar um comentário