Denuncie

Prefeitura de Esperantinópolis e Polícia Militar implantarão o PROERD.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

Compartilhe esta Notícia

Serão atendidas 567 crianças da Escola Municipal Francisco Jovita com o Programa Educacional de Resistência e Combate às Drogas (PROERD). O protocolo para a implantação foi assinado em solenidade nesta quarta-feira (20)  pelo prefeito de Esperantinópolis Aluisinho (PCdoB), com a Polícia Militar.


O programa desenvolve em salas de aula, cursos e ações de prevenção ao uso de drogas entre crianças e adolescentes em idade escolar, cujo principal objetivo é a valorização da vida. O PROERD está sendo implantado também em Trizidela do Vale e em Pedreiras, sendo que o prefeito Aluísio Carneiro Filho, assinou documento na solenidade realizada em Pedreiras. 

A juíza titular da 3ª Vara da Comarca de Pedreiras, Larissa Tupinambá, explanou sobre a importância do programa. “É uma possibilidade de apresentarmos aos nossos jovens um novo caminho diferente dos caminhos das drogas, que só conduz à morte ou à prisão. Mostra a polícia como exemplo, como uma referência para que eles mudem a perspectiva de vida e possam estes jovens fazerem diferente sem se entregarem às drogas”, afirmou.

“Temos que nos aproximar das nossas crianças e não deixá-las se aproximarem do mundo do crime. Você se aproxima de uma criança com vulnerabilidade deve ajuda-la, porque se não, possa ser que ela entre no ciclo do crime e você pode passar a ser vítima”, disse o comandante do 19º Batalhão da Polícia Militar em Pedreiras, major Ricardo Almeida.

PROERD NO MARANHÃO


Implantado há 17 anos, o programa já atendeu mais de 400 mil estudantes em mais de 100 municípios.
.
ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.

6 comentários :

  1. Anônimo disse... :

    Kkkk piada esse prefeito esse projeto é aplicado nas escolas com alto índice de drogas e usuários os policiais não dão aulas eticas e de valores quem dá essa aula são um corpo docente onde os policiais fica na sala auxiliando os docentes caso algum aluno surtar trazer isso para as escolas de Esperantinópolis e chamar as crianças de lixo e não reconhecer as origens de cada família eu apoio e sou de acordo com projeto Bombeiro Mirim esse projeto sim não só ajuda as crianças e jovens como mostra seus valores esse projeto era quem deveria ser obrigatório nas escolas aluisinho do posto você e esse diretor Fábio Abreu São uma piada.

  1. Anônimo disse... :

    Concordo duas piadas. projeto pra ser desenvolvido em favela do Rio de Janeiro

  1. Anônimo disse... :

    Kkkkk é culpa do gestor anterior Kkkkk

  1. Anônimo disse... :

    Parabéns prefeito, parabéns diretor. Ja pesquisei sobre esse projeto, é excelente. Os que estão contra, sao os doentes que fazem uma oposição inresponsavel e que ainda apoiam o tal " comandante do Paraguai" que esta fazendo a cabeça de nossas crianças com promeças falsas de emprego. Afastando as mesmas ate de suas igrejas. Vai fazer ao menos o ensino médio comandante do Paraguai tua casinha de mentira tá caindo.

  1. Anônimo disse... :

    O comandante é culpa da gestão anterior kkkkkk

  1. Anônimo disse... :

    Excelente iniciativa. Prevenir que nossas crianças entrem desavisadas no mundo das drogas é responsabilidade e respeito para com elas.
    Achou ruim leva o filho pra ter aula dentro de uma boca de fumo.

Postar um comentário