Compartilhe essa Notícia:


Hoje iremos falar sobre o terceiro assunto que tivemos durante a entrevista feita com o prefeito de Esperantinópolis, Aluisinho do Posto (PCdoB).

A matéria aborda sobre a reunião realizada com os professores da rede municipal de ensino do município, aonde foram dialogados alguns pontos em questão: Carga horária e reajuste de salários.

Sobre a carga horária, com a necessidade de assegurar com base nos princípios constitucionais, em especial o direito à educação, com diretrizes de padrão de qualidade, ficou instituído a carga horária de 15 horas/aula de 50 minutos. 

Para a reajuste do salário que ficou em 6%, o critério adotado para o reajuste, tem como referência o índice de crescimento do valor mínimo por aluno ao ano do Fundeb, que toma como base o último valor mínimo nacional por aluno (vigente no exercício que finda).

O decreto entrou em vigor desde de ontem (4), data de sua publicação.

Comentários do Blogger

32 Comentários

  1. São Roberto que não tem reajuste, todas as cidades tem, mas São Roberto tem uma administração que persegue os professores, 2018 não teve reajuste que era de 6,81%, 2019 não teve reajuste que é de 4,17% e provavelmente 2020 não terá reajuste e o peste do sindicato só recebendo o dinheiro dos professores para não fazer nada! O bom de tudo que quando esse infeliz desse prefeito sair a primeira dama, a secretária de educação e as irmãs e coordenadores e diretores vao para sala de aula com o salário sem aumento, os professores de São Roberto estão de parabéns pela a incapacidade de reagir com o sindicato e a administração.

    ResponderExcluir
  2. Falta só o enrolado do prefeito Mundinho aqui de São Roberto fazer o reajuste dos professores e paga o resto do terço de todos os professores que ele esboçou e nunca pagou, nunca fez o reajustou do ano de 2018 e está só enrrloando esse ano, porq a gnt sabe que o dinheiro vem, esse prefeito é uma verdadeira vergonha. A educação está um caos, nós professores não temos nem material escolar pra trabalhar.

    ResponderExcluir
  3. O que me deixa mais perplexo é o blog não falar nada sobre o que está acontecendo em São Roberto, os professores com dois anos se reajuste, ninguém fala nada, o sindicato corrupto! A maioria dos professores com o rabo preso com a administração, por isso ficam calados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente o blog deveria fazer uma matéria a respeito!

      Excluir
  4. O sindicato de São Roberto, vai fazer como o ano passado, postar no grupo dos professores fotos dos ofícios enviados para secretária de educação, tudo combinado com administração para os professores ficarem pensando que o sindicato tá fazendo algo, desde do ano passado o sindicato fica falando que tá tomando providências e essas providências é só mandando ofícios para enganar o povo!

    ResponderExcluir
  5. Já o prefeito de São Roberto, não dá nada dois anos sem reajuste na gestão desse incompetente, o pior que tem dois bestas no grupo do sindicato que ficam falando que o sindicato só tem três pessoas, que os outros professores não participam, é um besta sem conhecimento, por isso que existe sindicato para representar a classe toda na justiça e não precisar irem todos os professores, o Gilberto e a Cristiane estão fora da sala de aula recebendo o salário completo para os dois lutarem pelos os direitos dos professores, além do salário tem o dinheiro que é descontado todos os meses dos professores para pagar o sindicato ou seja eles estão lá não é de graça não e nem fazendo favor, estão sendo bem pagos pra lutar pelos os direitos dos professores, então, pra que sindicato?

    ResponderExcluir
  6. Meu Deus! Só São Roberto que não tem aumento, cadê o sindicato? Será se vai enrolar os professores como o ano passado? Nem reunião com os professores o sindicato faz mais. Corruptos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente! Paulo César prucure o Blogueiro e peça um espaço também para veicular uma matéria sobre a imposição arbitrária do Aluisinho com os professores. Acho q o blog é imparcial e pode veicular essa matéria.

      Excluir
  7. Amigo blogueiro dê espaço no seu blog para o sindicato dos professores de Esperantinópolis expor as barbáries que esse gestor está impondo sobre a classe. Essa matéria sobre esse aumento ,na verdade possui um único intuito: Enaltecer o Prefeito.

    ResponderExcluir
  8. Gente vocês ainda não entenderam, o sindicato dos professores de São Roberto está com o prefeito em todos os sentidos, e a maioria dos professores São tocados de condução, os professores reelegeram um sindicato corrupto, ajudaram a eleger um prefeito que além de incompetente, só trabalha para a família dele, nepotismo, parem de falar do sindicato foram vocês que reelegeram o Gilberto e Cristiane e outros membros mal informados e tocados de condução, tem uns que no grupo falam cada besteira nem entendem de nada por isso são tocados de condução, fico só lendo.

    ResponderExcluir
  9. Tem umas adulantes q não falam nada no grupo. Pq tão sendo beneficiada

    ResponderExcluir
  10. O povo quis o LISO! Aí o LISO deixou de ser LISO para deixar o povo roça! Votem nele novamente 2020 vem aí! O Sindicato dos Professores de São Roberto vai ter até dinheiro em caixa para bancar a campanha do LISO que já não é mais LISO. ENTENDE?

    ResponderExcluir
  11. 15 AULAS SEMANAIS???? 😨😨😨😨😨😨

    ISSO É INCONSTITUCIONAL!!!

    Lei do Piso, Lei Federal nº 11738/2008, em seu artigo 2º, parágrafo 4º:

    § Na composição da jornada de trabalho, observar-se-á o limite máximo de 2/3 (dois terços) da carga horária para o desempenho das atividades de interação com os educandos.

    PELOS CÁLCULOS SERIAM 13 AULAS NO MÁXIMO!

    2 AULAS A MAIS DE CADA PROFESSOR DO MUNICÍPIO EQUIVALE A QUANTOS REAIS A MAIS NOS BOLSOS?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São 15 aulas de 50 minutos, totalizando 12,5 horas.

      Não tem nada de inconstitucional nisso, pois o limite é de 13,3 horas.

      Excluir
    2. Fico me perguntando em relação aos professores, a falta de preocupação em realmente educar, transmitir conhecimentos, o q nós vemos sao a grande maioria preocupada com dinheiro é passar menos tempo fora da sala de aula, e os índices de aprendizagem lá em baixo, não é inconstitucional 15 aulas, inconstitucional é o professor reprova 13 , 20 alunos... e não ter feito uma reavaliação do seu trabalho desempenhado.

      Excluir
    3. Você fala isso porque está fora da sala de aula, ganhando uma ótima gratificação

      Excluir
  12. Toda essa bagunça administrativa que vem acontecendo na educação nesta gestão atual em Esperantinópolis possui um culpado na minha opinião: SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO. Ele que foi considerado o pai da Educação de Esperantinópolis. Digo.Foi,não tem mais o respeito da classe. Hj tornou-se o
    Principal perseguidor da classe e tem ódio do sindicato. Acho que ele já devia ter entregue o cargo para dá lugar à algumas cabeças pensantes que existente no nosso município.

    ResponderExcluir
  13. Tem professor aí que só enrola não dá aula e.quer aumento tem outros que moram em outras cidades e até. em outro estado só. dão. aula quando bem quer isso tem que acabar portanto por causa de uns todos pagam

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se esses professores fazem oo qu você diz é com a conivência da secretária de educação e apoio do prefeito, mas a maioria trabalham bem e esses que tem compromisso não podem pagar pela incompetência e conivência da má gestão municipal prefeito, secretária e diretores.

      Excluir
  14. Já já que a secretária de educação de São Roberto junto com o sindicato vão colocar 15 aulas semanais, logo foi a secretária que ajudou a reeleger o sindicato eles tem que obedecer a chefe , chefe que quando era professora era a mais sem compromisso com os alunos e deveres na escola, só sabia discutir com o diretor.

    ResponderExcluir
  15. Nem o estado cobra isso dos professores somente este prefeito ditador sem respeito.Apenas ele queria que os professores aprovase a proposta dele,é ficou decidido que seria em assembleia no sindicato com os sócios que seria aprovado. Mais como ele se acha dono do poder quer que nós professores trabalhamos humilhado por ele. Ainda bem que não falta mais nem dois anos para nós te jogar fora de onde ta colocamos seu ditador.

    ResponderExcluir
  16. Respostas
    1. Klemylle você nem pode reclamar, você é dos que recebem sem trabalhar, em Esperantinopolis e São Roberto. Fica calado que é melhor!

      Excluir
    2. eu recebo sem trabalhar??? assim sem se identificar pode falar o que quiser...

      Excluir
    3. desde abris de 2017 moro e trablho em barra do corda. ha 19 anos nao trabalho em esperantinopolis. desde 2017 nao trabalho em sao roberto. vc ta muito mal informado.

      Excluir
  17. O Sindicato dos Professores de Esperantinópolis, vai reagir, pois esse percentual do reajuste não condiz com a realidade que seria ou melhor tem que se ser maior.

    ResponderExcluir
  18. O asfalto do povoado Palmeiral ninguém fala mais .

    ResponderExcluir
  19. 6% num tem nada haver com aumento. É uma obrigação dele. E o pior esse reajuste aí desses professores aí ainda faz parte do ano passado q ele num deu.

    ResponderExcluir
  20. Rapaz muitos funcionários ainda nem receberam o salário do ano passado e já vai começar trabalhar de novo. Kkkkkkkk Aí q é judiera

    ResponderExcluir
  21. Por isso que nada aqui no Brasil vai pra frente o professor falta é enlouquecer dentro de uma sala de aula, sem material pra trabalhar, e ainda tem que aturar esses prefeitos de merda que se acham maioral. Kd a fiscalização encima deles pra colocar eles pra pagar os funcionários em dias porq isso não é dever deles é obrigação, é vergonhoso um prefeito como o Mundinho de São Roberto, desvalorizar a classe que confiou e o ajudou a se eleger. Tá acabando viu, aproveite bem vc sua cunhada que além de secretaria de educação é tbem professora e sua mulher, fala pra elas que cada dia q passa se aproxima o dia delas volta pro lugar delas pra sala de aula, aí eu quero ver essa vidinha de moleza no ar condicionado acabar. A justiça não falha.

    ResponderExcluir
  22. Gostaria que os professores, presidente do simproesema, prefeito tivesse um pouco de atenção com o salario dos outros profissionais da educação. Pois uma boa educação tambem se faz com Vigia, Merendeira, Zeladora, Agente... Os mesmo tem direito de aumento salarial.

    ResponderExcluir