Compartilhe essa Notícia:

Na sexta-feira, Dino expressou desejo de disputar a Presidência da República em 2022. "Meu partido é quem, como você, faz políticas sociais para o povo e para os pobres, começando com a educação. Conte comigo", escreveu Boff no Twitter. www.revistaforum.com.br

Resultado de imagem para Leonardo Boff
O teólogo Leonardo Boff declarou apoio neste sábado (23), pelo Twitter, a uma eventual candidatura à Presidência do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB). Na sexta-feira (22), em uma conferência estadual extraordinária de seu partido, Dino expressou desejo de disputar a Presidência da República em 2022.

“Soube que quer ser candidato para a Presidência de 2022. Já tem o meu voto. Não sou filiado ao PT nem a nenhum partido. Meu partido é quem, como você, faz políticas sociais para o povo e para os pobres, começando com a educação. Conte comigo”, escreveu Boff para o governador do Maranhão.


Protagonista de uma trajetória histórica, que quebrou a oligarquia de décadas da família Sarney no Maranhão, Dino é considerado o melhor governador do país. Em dezembro, o comunista foi eleito pelo ranking do G1, pela terceira vez consecutiva, o governador que mais cumpriu metas.

@FlavioDino Soube que quer ser candidato para a Presidência de 2022.Já tem o meu voto.Não sou filiado ao PT nem a nenhum partido. Meu partido é quem,como vc, que faz políticas sociais para o povo e para os pobres, começando com a educação. Conte comigo.

Comentários do Blogger

4 Comentários

  1. Quem tá fora não sabe de nada,se ele e tão bom para os pobres porque
    ele aumentou o icms da gasolina do gás de cozinha até da internet.isso é ser bom para os pobres?

    ResponderExcluir
  2. O melhor governador do país?
    Misericórdia
    Nem imagino como será o pior!
    Maranhão pede socorro
    Só o que cresceu com esse dino foram os impostos!
    Maior carga tributária do país isso sim!

    ResponderExcluir
  3. Esse internauta só sendo apaixonado da rosengana pq um governador q mais trabalho pelo o Maranhão foi o dino.e a grande parte do Maranhão viu isso

    ResponderExcluir