Compartilhe essa Notícia:

O estudante João Victor Castro com os gestores do CE Joaquim Soeiro de Carvalho, Alberto Amorim e Marconi Francisco dos Santos (Foto: Divulgação)
Os resultados dos investimentos realizados pelo Governo do Maranhão, nos últimos quatros anos, para elevar a qualidade do ensino público oferecido aos maranhenses, já têm sido observados nas centenas de estudantes aprovados em diversas instituições de ensino superior espalhadas em todo o país.

É o caso do estudante João Victor Castro Silva, 17 anos, aprovado em 1º lugar para o curso de Medicina da Universidade Federal do Piauí (UFPI), campus Ministro Reis Velloso, em Parnaíba (PI).

João Victor é um dos sete estudantes do Centro de Ensino Joaquim Soeiro de Carvalho, na cidade de Barreirinhas, aprovados para cursar o ensino superior em grandes instituições nacionais. O estudante atribui o bom desempenho nas provas da UFPI ao novo modelo de avaliações propostas pela Rede Estadual.

“O novo modelo de prova do Estado para mim foi muito interessante, porque ele proporcionou uma interação mais prática com a prova do Enem, tendo em vista que as provas eram feitas com base em provas de anos anteriores”, disse João Victor.

“Isso facilitou muito a nossa adequação à linguagem. O papel da metodologia da escola, para mim, foi o que mais contribuiu”, afirmou o estudante.

João Victor é um dos destaques do CE Joaquim Soeiro de Carvalho e conta que a escolha por Medicina para a carreira profissional nem sempre foi uma prioridade.

“Eu já quis ser bombeiro, depois já quis fazer Direito, ser juiz federal, e depois eu queria ser antropólogo e cineasta”, detalha.

“De qualquer modo, o que o mais me atenho é a estudar o comportamento humano e as causas desse comportamento ser da forma que é. Acredito que a Medicina pode me proporcionar uma perspectiva diferente desse estudo”, conta.

Para essa escolha, João Victor afirma que o apoio e assistência dos professores do Centro de Ensino foram determinantes.

“Tive dois professores que foram extremamente importantes nesse sentido, o professor Nilson, que era meu professor de Filosofia, e o professor Daniel, que foi meu professor de Sociologia”, afirma.

“Eles me ajudaram muito a escolher aquilo que eu queria, sem perceber, porque eles não sabiam, mas a forma com que eles praticavam as suas aulas e mostravam a visão do mundo antropológico, sociológico e filosófico, fez com que eu tivesse essa adesão às matérias”, diz ele.

O excelente desempenho do estudante no Enem – João pontuou 920 na temida redação do Exame – e consequente aprovação para um dos cursos mais concorridos do país é, também, comemorado pelo gestor geral do CE Joaquim Soeiro de Carvalho, Alberto Amorim.

O gestor reitera que a escola e esse modelo de ensino proposto pelo Governo do Maranhão, com a promoção periódica de simulados, revisões, oficinas e avaliações externas, tem proporcionado que mais estudantes tenham destaque em renomadas Instituições de Ensino Superior (IES) e consigam, através da educação, mudar suas histórias de vida.

“É um orgulho e nos sentimos satisfeitos com a vitória do aluno João Victor. Nos deixa felizes em saber que a escola pública vem fazendo o seu papel perante a sociedade, preparando o cidadão para a vida. São os rumos de quem acredita em sua capacidade de chegar onde quer”, afirma Alberto Amorim.

Orgulho e satisfação também compartilhados por João Batista, pai de João Victor, que agradece pelo apoio que o estudante sempre recebeu dos professores e da gestão do Centro de Ensino. Ele espera que o filho consiga alcançar voos ainda mais altos na carreira médica.

“É uma dádiva de Deus ter um filho formado em Medicina, algo que parecia tão distante, mas que sempre acreditamos que daria certo. Agradecemos muito a todo o acompanhamento dos professores do Joaquim Soeiro”, disse João Batista.

“Meu filho sempre teve foco nos estudos e isso nos orgulha muito. Sempre farei tudo para que se forme um médico bem sucedido e preste um serviço humano para a população que tanto precisa”, salienta.

Comentários do Blogger

0 Comentários